terça-feira, 30 de setembro de 2014

Filho de peixe peixinho é (só se quiser ser)

Por:Ricardo Prado
Filho de peixe só é peixinho se quiser assim ser ! Não existe regra nisto. Carregue de seus Pais apenas as coisas positivas, e se não tiver coisas positivas não carregue nada. Esse papo furado de carregar linhagem e herança familiar já não tem mais sentido da forma como é vista, mas sim honrar suas raízes e sua essência, e não carregar coisas negativas por gerações e gerações. Não é porque seus Pais fracassaram em seus objetivos que você tem que ser mais um fracassado e acreditar em tudo que eles acreditaram um dia e que os levaram a ser o que foram ou são. Essa coisa de criação e educação e de seguir os passos dos Pais só tem sentido se for pra trazer coisa boa pra tua vida e só se segue cegamente, sem questionamento, até o momento em que você não possui consciência própria de seus atos, e consequentemente não tem como se responsabilizar por eles e ter autonomia em suas escolhas.
A partir deste ponto a coisa fica por sua conta e risco ao escolher qual parte da educação e exemplo você deve seguir e qual deve ser descartado de sua vida, portanto não fique culpando seus Pais dizendo a todo mundo que você é assim ou assado porque seus Pais eram assim também.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Dimensões que a mente nem sabe

A lua não sabe quem somos. Ela sequer imagina que naquele planeta azul há entes chamados humanos, muito menos que parte deles se inspiram pelo simples fato de enxergá-la. Sob o reflexo de sua beleza escrevem poesias, compõe músicas, se apaixonam.
O sol jamais terá ideia do quanto precisamos dele. O calor gerado pela estrela de quinta grandeza não é calculado, tributado ou gerido por ninguém. Ele está lá, bola incandescente, indiferente, imprescindível para seres completamente dependentes de sua existência.
O mar, universo dos peixes, das plantas marinhas, de seres que não podemos contabilizar, não tem consciência. Se tivesse é provável que se espantaria com a própria grandeza, a importância que tem, não só para as vidas que vivem nele, mas também para os que estão fora, para nós, gente que os mares nem sabem que são.
Aliás, somos seres completamente desconhecidos, irrelevantes para a existência de mundos, planetas, universos, dimensões que nenhum de nós é capaz de conceber, ainda que especulemos, ainda que avancemos em tecnologia e desenvolvamos cálculos incríveis, mesmo enquanto subimos nossas naves até onde o homem nunca foi e aprovamos financiamentos de pesquisas inéditas, extensas, complexas, ainda assim, jamais seremos capazes de transcender os limites de nossa própria insignificância.
Permaneceremos irrelevantes para a lua que continuará nos ignorando, o sol não saberá de nós, os mares poderão nos engolir a qualquer momento sem a mínima consciência disso, o universo que abriga a terra que “boia” no espaço será para sempre um mistério distante, ausente, indiferente até que finalmente nos vinculemos a ele.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

O outro ganha a fama de vilão!!!!!

É muito comum o motivo que leva as pessoas a procurarem terapias ser o outro.

O outro que não me compreende, o outro que não responde como eu gostaria, o outro que me trata de maneira incorreta, o outro que não respeita os meu limites, o outro que não entrega o que quero receber.
O outro que é negativo, o outro que é politicamente incorreto, o outro que é invejoso, o outro que não é ético , o outro que é preconceituoso, o outro que carrega todos os males da humanidade......Como lidar com esse outro??????
Lidando com VOCÊ!!!!!!!!
Quero que imagine que você energeticamente é como uma ANTENA de emissões que se SINTONIZA com os outros, atraindo na mesma frequência dos seus reais pedidos internos, quando você pensa, " ele novamente vai cancelar o compromisso comigo" , você emite sinais silenciosos que agem como ativadores desse comportamento.
Você não percebe, mas é você que ATIVA o melhor ou o pior do outro, é você que faz a seleção de componentes que estarão presentes ou ausentes nas suas interações. Quanto mais você pensa sobre , mais você chama energeticamente aquele componente para estar presente, é você o maior estimulador dos comportamentos que estarão participando da sua caminhada pela vida.
É como carregar uma mochila numa viagem, é você que decide a carga que vai colocar nela e também será você que sentirá o peso que ela causará com o passar do tempo.
O vilão não é o outro e sim o peso que você decide colocar na relação com o outro. 
Em relacionamentos você tem que aprender a atrair os componentes que quer viver na relação e educar-se a respeitar os seus limites. É um exercício de autonomia, aprender a ativar o melhor do outro e aprender a se afastar do outro quando não obtêm a sua satisfação, ou seja, é saber a carga que vai colocar na sua mochila e se começar a pesar, ter coragem de largar o peso, sem culpar e sem medo de continuar a sua jornada com menos carga. A decisão tem que ser sempre sua, afinal uma mochila não pode decidir por você!!!!!!!!

Relacionar-se é o espelho que reflete com precisão VOCÊ!!!!!

Rosalia Schwark

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Ser livre

Por: Flavio Siqueira
Que a nossa existência seja a mais linda expressão de liberdade. Ser livre não implica necessariamente em fazer o que der na telha na hora que quiser, isso é coisa de criança mimada. Ser livre é um estado de espírito que transcende todas as tentativas de condicionamento.
Um ser livre enxerga além dos rótulos, dos gêneros, das "castas". Não se prende a necessidade de afirmação de nenhuma natureza, não sente nenhuma necessidade de ser maior; sabe que isso é ilusão.
Liberdade é escolher por onde caminhará, mesmo que os cenários não sejam os ideais. É saber que há dias mais difíceis do que outros, há curvas, há tropeços, mas em tudo oportunidade de significado, de ser em liberdade.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Alegrai-vos, e o universo se alegra com você!


Por: Louise Hay  
12 maneiras para você  amar você mesmo agora, aprenda dicas úteis para o amor-próprio achei que há apenas uma coisa que cura todos os problemas,  que é:  se amar. Quando as pessoas começam a se amar mais a cada dia, é incrível como a vida ficar melhor. Eles se sentem melhor. Ficam melhores  no trabalho. Eles têm o dinheiro que eles precisam. Seus relacionamentos  melhora, ou dissolvem os negativos e os novos começam.

Amar-te é uma aventura maravilhosa; é como aprender a voar. Imagine se todos tivéssemos o poder de voar à vontade? Quão excitante seria! Vamos começar a amar-nos agora.

Aqui estão 12 mandamentos para ajudá-lo a aprender a amar a si mesmo:

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Ciência e espiritualidade: a partícula de Deus

A Partícula de Deus é uma partícula subatômica, fundamental, sendo uma das chaves para entendermos a constituição do Universo e como ele se forma. Ela é apelidada de Bóson de Higgs, nome do professor Peter Higgs, físico teórico britânico e professor da Universidade de Edimburgo na Escócia. 
Higgs foi o principal líder da pesquisa que a propôs em 1964. E ela foi finalmente obtida através do experimento que levou quase cinquenta anos para ser feito e mais de 10 bilhões de dólares, no Grande Acelerador e Colisor de Partículas, no CERN – Centro Europeu de Pesquisas Nucleares, na Fronteira entre a França e Suíça.
Originalmente essa partícula foi chamada de partícula de Higgs ou Bóson de Higgs, por tratar-se de uma variante dos bósons, já conhecidos, ela foi assim chamada pelo internacionalmente famoso, físico brasileiro, Marcelo Gleiser na publicação de um de seus livros em inglês, com o título “The Goddamm Particle”...a “Bendita ou maldita...ou danada...segundo o ponto de vista do tradutor”. 
A partir de então, buscando maior elegância combinada com a brincadeira do título do livro, ela acabou virando a “Partícula de Deus”, pois de fato, ela está ligada a Gênese do Universo e fortemente ao Big Bang.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Os efeitos colaterais de um auto-encontro

Dedicar-se a espiritualidade não significa dedicar-se a alguma religião, mas dedicar-se ao autoconhecimento, a autoiluminação. Nesse caminho não se encontra respostas, mas sim uma compreensão maior de si mesmo.

 Aprende-se que uma atitude pequena tem uma consequência imensa, pois tudo tem energia e atrai ou repele algo. Nesse caminho aprende-se que o que antes era chamado de defeito, faz parte de um TODO que sem esses detalhes não seria TOTALIDADE. E são partes de ti que vão ficando mais evidentes, porque você deixa de observar tanto o comportamento alheio e passa a ter mais interesse pelo seu próprio. Passa a querer ter uma vida mais saudável não só espiritualmente, mas fisicamente, pois uma parte reflete a outra.

 E começa a juntar os sentires de ontem com os de hoje, vai se perdoando, vai se entendendo melhor. Descobre que suas próprias sombras fazem amizade para darem luz à você todos os dias. E descobre que tudo está conectado dentro de si mesmo, como um quebra-cabeça que vai ficando cada vez mais límpido.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Não se preocupe com o amor incondicional.

Muita gente acredita que amor resiste a tudo, ultrapassa qualquer barreira e engole qualquer sapo. Não sejamos utópicos. Este tipo de amor ainda está um pouquinho longe de ser alcançado pela humanidade. 
Tem gente que realmente acredita viver um amor incondicional sem sequer imaginar o que seja o amor incondicional. Este tipo de amor é o ápice do desapego, o ápice da ausência de necessidade da troca e do retorno e o ápice da liberdade. Você pode até sentir-se próximo disto, mas perceberá que ainda existem alguns detalhes que o impeçam em sua vida.

O amor e a amizade que aprendemos a construir e a vivenciar desde pequenos não resiste a tudo não. São como seres vivos que ainda necessitam de alimentação, e como tal precisam de cuidado, de carinho, de respeito e dedicação, e principalmente de troca, de retorno. E todo ser vivo depende da sobrevivência. Sem alimento todos um dia perecem. E amor incondicional não precisa de alimento. Possui auto suficiência.
Não é preciso se iludir com um amor incondicional que não existe em nossas relações. Vivenciar e praticar o amor que cada um aprendemos a construir da melhor forma possível já seria o bastante para adquirirmos a certeza de que um dia a humanidade o experimentará realmente. Não se preocupe com o amor incondicional. O dia em que você aprender a melhorar o amor que você já conhece e sabe praticar, você já estará no melhor caminho.

Ricardo Prado

terça-feira, 16 de setembro de 2014

A vida são as imagens da mente expressa.

A sua realidade externa é a parte mais densa da sua mente que se tornou matéria.
Cada pensamento e cada emoção tem um destino e vai gradualmente produzindo paisagens, separar o mundo externo do seu mundo interno , é uma ilusão.
Olhe para o seu corpo e o estado físico dele.....foi construído pela qualidade de seus pensamentos que formaram química de bem estar ou mal estar e definiram o seu estado de saúde ou falta dele.
Olhe para os seus relacionamentos....foram construidos pelos seus reais pedidos internos, não exatamente pelo que você desejava, mas pelo que você realmente pensava com consistência.
Olhe para o seus resultados profissionais.....foram construídos pelas suas crenças de capacidade, potencial e merecimento. O muito ou o pouco se materializou na sua realidade atual.
O cliente me perguntou : E quando você tem tudo e não sente entusiasmo com nada?
Parou de vender a ideia da magia da vida. Parou de informar sobre mistérios e sobre surpresas. Parou de desenvolver diariamente o olhar do aventureiro. Perdeu a sensibilidade ,a falta de emoção é a expressão mais evidente de uma mente empobrecida.
A vida se torna árida , como o reflexo de um mente árida.
A vida é a sua mente expressa.
Quer mais? 
Quer materializações mais elevadas?
Expresse -se melhor.
Supere o seu padrão atual.

Rosalia Schwark

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O que fazer com uma mente que não cala a boca


Muitas pessoas  deseja  alcançar uma mente completamente silenciosa durante a meditação. É algo que requer prática, mas com   este exercício simples, você pode fazer isso também.
Nota: como aprender a silenciar a mente, pode parecer estranho à primeira vista, sem   ruído interno. Assustador, mesmo. Assim fazê-lo em etapas, e se acostumar com períodos cada vez maiores de silêncio.
Como gerenciar uma mente que não se cala:
Você pode usar esse truque, uma vez que você tenha aprendido, em qualquer situação - quando você está estressado e ansioso , não consegue dormir , está preso em  preocupação, para acalmar-se antes dos exames, apresentações ou competição.
Primeiro, encontre um lugar tranquilo, você pode relaxar e ouvir a sua música favorita . Coloque seus fones de ouvido, se sentir confortável, feche os olhos e faça algumas respirações profundas. Verifique se o volume não é muito alto (para que ele não interferir no exercício). Mesmo com o volume baixo você ainda está beneficiando das freqüências de arrastamento.
Tome algumas respirações de limpeza profunda. Isso ajudará o seu corpo e mente relaxar.
O restante do exercício pode ser feito quantas vezes quiser. Aviso: é enganosamente simples, mas, na verdade, é um grande desafio!



Primeiro, conecte com a respiração. Quando foi a última vez que você realmente prestou atenção à sua respiração? É algo que fazemos inconscientemente a maior parte do tempo, mas para silenciar a mente, não há realmente nenhuma ferramenta melhor do que a coisa que você faz a cada momento de cada dia . Neste exercício, não controle a respiração de forma alguma. Deixe ser como é e tornar-se um observador imparcial.
Traga o seu foco para a inspiração. Torne-se consciente da respiração que entra em seu nariz e se move através das vias respiratórias. Sinta a expansão do abdômen como seus pulmões se enchem. Observe a pausa - o silêncio -. Entre inalar e exalar .

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Quando o corpo de dor desperta

O corpo de dor despertar da sua dormência quando fica com fome, quando é hora de reabastecer-se. Alternativamente, ela poderá ser desencadeada por um evento a qualquer momento. O corpo dor-que está pronto para alimentar pode usar o evento mais insignificante como um gatilho, algo que alguém diz ou faz, ou até mesmo um pensamento. Se você mora sozinho ou não há ninguém por perto no momento, o corpo de dor se alimentam de seus pensamentos.

De repente, seu pensamento se torna profundamente negativo. Você  provavelmente sem saber que pouco antes da chegada de pensar negativo uma onda de emoção invadiu sua mente, como um humor sombrio e pesado, como ansiedade ou raiva de fogo. Todo pensamento é energia e do corpo de dor está agora alimentando-se da energia de seus pensamentos. Mas não pode se alimentar de qualquer pensamento. Você não precisa ser particularmente sensíveis a perceber que um pensamento positivo tem um sentimento de tom totalmente diferente do que uma negativa. É a mesma energia, mas vibra em uma freqüência diferente. Um pensamento feliz, positivo é indigesto para o sofrimento. Ele só pode se alimentar de pensamentos negativos porque apenas esses pensamentos são compatíveis com seu próprio campo de energia.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

6 banhos para lavar a alma

Você já teve a sensação de que está carregando o mundo nos ombros? Alguma vez se interrogou por que, por mais que deseje algo, o seu sonho não se realiza? Ou sentiu que uma situação parece amarrada de uma tal forma que é impossível desatar o nó? Se sim, pode ser que esteja precisando de uma ajudinha, ou melhor, de um bom banho. Há um saber antigo, transmitido a nós pelos índios e africanos, de que as plantas possuem princípios ativos terapêuticos. “É o caso do manjericão, da arruda, do alecrim e de muitas outras, que, em contato com a pele, liberam vibrações energizantes, calmantes e afrodisíacas”, explica a fitoterapeuta e naturopata Deuse Mantovani. Quando agregadas ao sal grosso, capaz de atrair para si a baixa energia, e a outros elementos que têm simbolismos, como o cravo e a canela, com fama de sedutores pelo aroma forte e doce, forma-se um caldo capaz de depurar toxinas e nos deixar mais leves. Como se o nosso campo energético ficasse em plena forma. “Quando isso acontece, a frequência do nosso campo mental entra mais facilmente em contato com a vibração daquilo que queremos atrair”, explica a terapeuta holística Monica Dubeux, que, junto com Deuse, cedeu suas receitas favoritas de banhos para atender alguns dos nossos maiores anseios. “As misturas devem ser usadas após o banho normal de higienização e derramadas somente do pescoço para baixo. No topo da cabeça está o chacra coronário, que deve ser sempre protegido já que por ele recebemos as bênçãos divinas”, explica Deuse. Após o banho terapêutico, Mônica recomenda apenas se enxugar. “Para que a ação desses elementos perdure e chegue ao nível mais sutil de limpeza.”

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Eu realmente vejo somente o que quero ver?

Quem estuda a lei da atração já deve ter ouvido falar que temos um campo de infinitas possibilidades e que, materializamos aquilo que mais pensamos a respeito. Alguns podem me dizer: O que quero é saúde mas não é o que tenho. Ou o que quero é abundância, mas o que tenho é escassez. E eu digo que tanto uma como outra, são facetas de um mesmo assunto e, escolhemos nos conectar a um ou outro aspecto.

 Explico melhor!
 Através das crenças e dos pensamentos, podemos materializar qualquer coisa boa ou nem tanto. O modelo mais comum no mundo é a conexão com o aspecto negativo das coisas, com a intenção de proteção.É a nossa parte que quer segurança.  Este, vamos dizer é o senso comum.

 Ledo engano! 
Como o pensamento é  uma onda de energia ele afeta tudo no universo. Ao temer e direcionar a atenção ao que não  queremos,  fazemos um pedido. A atração é uma lei da natureza e como tal funciona por princípios. Ainda tem um outro aspecto muito importante, recebemos muito mais informações do que podemos dar conta então temos que filtrar, e adivinhe, o filtro disso,  será de acordo com o que mais pensamos. Não é a toa que, muitas vezes, deixamos passar grandes oportunidades. Simplesmente não estamos com o filtro para elas. Nosso filtro está ligado em nos proteger e não em aproveitar. Este é o piloto automático.

  Assim como fomos capazes de canalizar a energia elétrica e termos ela disponível com facilidade em nossas casas, também podemos aprender a canalizar a energia necessária para a  materialização do que queremos. Veja só o exemplo da energia elétrica, se mal utilizada também oferece riscos, mas não me parece arriscado utilizá-la quando resolvo aquecer algo no meu forno de microondas ou utilizar o meu liquidificador ou acender uma lâmpada. 

E não é porque aprendemos a utilizar de forma segura que me questiono se merecemos ou não a energia elétrica. Vamos lá, utilizamos e pronto. Com a lei da atração também funciona assim.  É só nos conectarmos ao que queremos de forma clara que é isso que vamos obter. Veja  bem, é só nos  ligarmos   ao que queremos ver e não no que estamos vendo, com a gratidão,como que já fosse real  e traremos isso para o mundo físico. 

A questão é que olhamos o mundo físico, esperando pelo pior e então ele aparece. Que tal olhar as coisas de uma maneira mais grata olhando mais para o potencial do que para o que falta e construir uma vida melhor para si próprio e para  os demais. O mundo precisa de mais gente feliz e realizada, então faça a sua parte e procure escolher  com consciência as suas materializações! A vida é boa e pode ser melhor!

Por: Patricia Forte

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Você quer viver um dia no paraíso?




Tire um dia para não dar opiniões.

Converse com as pessoas sem dar sua opinião ou ponto de vista , apenas escute e tenha em mente não dar a sua posição, isso muitas vezes bloqueiam a chegada de novas informações , insights e novas revelações.
Sua opinião por mais verdadeira ou de qualidade é o seu ponto congelado, que muitas vezes impede o seu progresso. Você não vai mais além, e quando você abre mão, o benefício é duplo, você não consome energia se defendendo e o outro fica mais exposto a se revelar e isso pode levar a um avanço na conversa, se instala a ACEITAÇÃO.

sábado, 6 de setembro de 2014

O universo que somos nós.

Não quero ser portador de nenhum absoluto, sei que sou relativo. Não quero ser referência para nenhum tipo de mensagem, sou aprendiz sempre.
Não quero estar preso a dogmas, sequestrado por códigos de linguagem, por percepções únicas, restritas, amedrontadas, sem coragem de questionamentos, sem espaço para dúvidas, sem honestidade para o auto confrontar-se e enxergar-se. Não quero ser nada além do que sou, consciente que minha busca pode ajudá-lo na sua, não porque sei mais, mas porque as experiências se conectam, se completam, se aplicam em determinados momentos que muitas vezes compartilhamos.
Enxergar implica em desconstruções, perceber-se pode desembocar em quebra de paradigmas, em novas descobertas, na coragem de deixar as nuvens, ascender ao céu e depois ir mais longe. Esse Insight é mais um dos que me nego a dar respostas prontas, é mais um dos que inquietará muita gente ( portanto só veja quando tiver tempo pra parar e prestar atenção por 15 minutos), mas, tomara, pode ser útil para que você perceba e chegue sozinho a muitas conclusões.

Por : Flavio Siqueira


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Quem somos nós?


Convido a você a refletir.


"Porque continuamos recriando a mesma realidade? Porque continuamos a ter os mesmos relacionamentos? Por que continuamos recebendo os mesmos postos de trabalho ? Neste infinito mar de potencial que existe em torno de nós, como é que podemos manter recriando as mesmas realidades? Não é incrível que temos opções e potenciais que existem, mas estamos inconscientes deles? É possível que nós estamos tão condicionados à nossa vida diária, tão condicionados à forma como criamos nossas vidas, que compramos a ideia de que não temos controle algum.
Fomos condicionados a acreditar que o mundo externo é mais real que o mundo interno. Este novo modelo de ciência é justamente o contrário. Ele diz o que está acontecendo dentro de nós criará o que está acontecendo fora de nós. "




Quem somos nós 1


Quem somos nós 2 

Estou criando minha própria realidade!



terça-feira, 2 de setembro de 2014

Desapegue-se da sua dor para que ela não apodreça e te estrague junto.

Quantas vezes o fim de uma relação gera um sentimento devastador, como se não houvesse mais chão nem referências! Seja o fim de um casamento, a perda de um ente querido, um amigo próximo que vai embora, o fato é que acontece com frequência.

Entendo que seja difícil e o sentimento de vazio, o sofrimento, o luto são inevitáveis na maioria dos casos. No entanto, permanecer no buraco eternamente é uma escolha, uma concessão de quem sofre. Há pessoas que se agarram ao vazio da perda como se esse vazio pudesse substituir quem foi embora. É quase como um tipo de lealdade às avessas que faz o sofredor se sentir culpado por deixar de sofrer, apegando-se ao objeto do sofrimento como se dependesse disso.

Esse não percebe que sofrimento também nos revela, afinal, escancara aonde estão os medos, as zonas de conforto que precisam serem encaradas.Encarar-se é uma escolha, iluminar os cantos sombrios da alma com a luz da consciência também é uma escolha que depende unicamente de cada individuo.

Se estiver sofrendo, cumpra seu tempo de luto em paz. Só não esqueça que ele tem tempo para terminar e, se você quiser, sairá melhor do que entrou. Desapegue-se da sua dor para que ela não apodreça e te estrague junto. É preciso caminhar e recuperar a felicidade no caminho, nos presentes e compensações que a vida dá, na coragem de recomeçar, de ser de novo.

Por: Flavio Siqueira 

Por que você chora? A fonte está dentro de você e este mundo inteiro está surgindo a partir dela"
(Rumi)

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Todo aquele que busca, encontrará.


Quem não se conforma com a fôrma, as explicações, os condicionamentos, quem de alguma maneira sente que nem sempre as peças se encaixam, que há perguntas a serem feitas, há partes não contadas, pedaços inteiros faltando, quem sente que não é apenas o profissional, o cidadão que paga cada vez mais impostos, é mais do que isso, esse buscará, redirecionará seu caminho, levantará a cabeça, enxergará, perceberá e, finalmente, encontrará.

Não há busca sincera, nem caminhos iluminados pela consciência que sejam em vão. 

Eles darão em algum lugar e, se de fato for o que você quer, sim, encontrará. No entanto a questão é: você está preparado? 

Será que realmente está pronto para saber que não é necessariamente quem pensa que é? Acha que pode relativizar suas crenças, seus valores, seu “roteiro” de vida sem maiores consequências? Pílula vermelha ou pílula azul?

Abrir os olhos muitas vezes implica em ser mal visto por determinados grupos, hostilizado por outros, questionado por muitos que desafiarão: “Todo mundo pensa assim, todo mundo faz igual, sempre fizemos, ninguém fala nada e agora vem você com esse papinho de doidão? Relaxa, ligue sua TV e pare com isso”. 

Se você está buscando a verdade, se percebe que só temos parte da história, se sente que precisa das respostas, vá em frente ! Mas antes de chegar aonde pretende, responda se puder: você acha mesmo que está preparado? 


"Se você tomar a pílula azul a história acaba e você acordará na sua cama, acreditando no que quiser acreditar. Se você tomar a pílula vermelha, ficará no País das Maravilhas e eu te mostrarei até onde vai a toca do coelho." - Matrix


Por : Flavio Siqueira 

Saia do "e se fosse assim"?

Você precisa aprender a curtir o que está acontecendo agora e sair desse lance do "e se fosse assim?" ou "e se for assim...

Veja mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...