quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Nas nossas feridas se encontram os nossos maiores aprendizados.


Não tenha medo de observar e, muito menos, tenha a preocupação em querer esconder ou fugir das cicatrizes que você adquiriu durante sua vida. Elas são as marcas de todo o aprendizado que você agregou para si no decorrer da sua vida e representam o tamanho e a qualidade de sua força, perante sua vida no dia de hoje e no futuro. É sempre bom observar as suas cicatrizes com alegria e gratidão, pois elas, talvez, sejam os motivos que o fizeram tornar-se uma pessoa melhor, mais forte e madura, assim como também é muito importante que você reconheça onde estão as suas feridas não cicatrizadas, pois se elas ainda não cicatrizaram, é porque, talvez, você ainda não tenha adquirido o aprendizado que elas contém. Observe-as, reconheça-as e reflita sobre elas. E entenda que essas feridas só cicatrizarão quando você entender o que elas representam para você e, a partir delas, se transformar em uma pessoa melhor.
Nas nossas feridas se encontram os nossos maiores aprendizados. Quando cicatrizadas, elas se transformam em luz, sabedoria, liberdade e força, para nossas escolhas e comportamentos presentes e futuros.



terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Off por alguns dias...


Ola Amigos!


É hora de sair por aí... vou sair para conhecer novos lugares...sair sem pressa de voltar...
Mas...deixarei a casa perfumada, e o blog de portas abertas para meus amados leitores. 
Um abraço bem apertado em cada um que passar por aqui...

#atébreve  #boraserfeliz 



Se você gosta de viajar e quiser umas boas dicas de viagens  - Curta o meu face sobre viagem,  e me acompanhe também pelo instagram e pelo blog . Ótimas dicas de lugares como - Uruguai - Argentina- Chile.  -  Vou ficar feliz se você passar por lá. 















terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

“O grande ditador”


O discurso proferido por Charles Chaplin em “O grande ditador” fala sobre o mundo entre o fim da década de 30 e o início de 40. Muitas coisas aconteceram de lá para cá, mas o discurso continua extremamente atual, assim como nossas cobiças, assim como nossa esperança. Nesse vídeo versão de Flavio Siqueira para o texto do Chaplin.





sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Está cansada? Descanse; jamais desista!


Não podemos controlar todos os acontecimentos da vida. Mas podemos escolher onde colocar nossa atenção. Podemos escolher qual significado determinado evento tem em nossas vidas, e a partir daí, escolher o que fazer com isso.

O que mais importa – independente das circunstâncias – é a decisão que você irá tomar a partir de agora.

Está cansada? Descanse; jamais desista!

O corpo tem suas razões, e por isso mesmo, nos envia sinais de que algo precisa mudar…

Pare, respire, observe com atenção os sinais que está recebendo através das sensações que o corpo envia: cansaço, desânimo, falta de clareza ou de motivação.

O que precisa mudar? Qual atitude ou comportamento precisa fazer parte da sua vida? Qual comportamento não cabe mais na vida que você escolheu viver?

Não existe mal algum em sair da rota. Aliás, momentos como esses são fundamentais para fazer ajustes necessários.

Ir mais longe, não necessariamente pode ser o melhor caminho – quanto mais perto você estiver de VOCÊ, mais próxima estará da sua Essência.

Quando você não tiver clareza do próximo passo, entre em contato com você, silencie sua mente, escute o seu coração… É daí que as respostas virão!

Isso não é uma competição. Permita-se parar um pouco, olhar para si mesma e SENTIR sua Presença

Perceba quem está no “comando”… Seu ego ou seu coração?

Ansiedade apenas lhe tira do presente “jogando” você em um futuro que não existe!

Siga sua intuição 
Como você quer se sentir hoje?
Busque respostas dentro de VOCÊ, é aí que estão as melhores orientações.

Economize energia para agir com direcionamento. Às vezes, é preciso parar, fazer alguns ajustes para, então, retomar o caminho mais serena e muito mais confiante


Fonte: Mulheres conectadas 


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O Outro nos revela o AMOR PRÓPRIO...


Se pudermos ver todas as pessoas que estão na nossa vida hoje, como professores que exercitam a nossa musculatura emocional, tiraremos proveito de qualquer relação.
Nossos relacionamentos são catalisadores de transformações profundas, o outro não é a causa de nada, ele apenas intensifica qualquer coisa que já sintamos sobre nós mesmos, servindo como um espelho e refletindo o nosso interior.
Você entrou em conflito com alguém? O outro não respondeu como você gostaria?
OLHE PARA DENTRO, perceba o seu nível de segurança, observe o quanto do seu consentimento permitiu este resultado, o quanto dos seus temores ou negação desenhou esta situação.
Aproveite a relação com o outro para sinalizar as suas necessidades de mudança, quem sabe você perceba que precisa se valorizar mais, ou se revelar mais, expor com mais habilidades seus desejos.
O outro nos revela nosso amor próprio, o outro é que nos estimula através dos "nãos" a desenvolver nossa capacidade de recomeçar.
O outro independente de como está agindo é sempre uma dádiva, sempre nos mostrará o caminho que ainda precisamos percorrer sozinhos.




quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Compreenda o mecanismo do Ego e estabeleça uma boa relação com ele...

O seu ego é apenas um mecanismo de sua mente que pode tanto trabalhar de forma negativa quanto de forma positiva em sua vida. Não há necessidade de procurar métodos para eliminá-lo, até porque você não terá êxito nesta atitude. Ele faz e sempre fará parte de você enquanto você estiver vivo e possuir uma mente pensante e sentimentos, prazeres e desejos. Você só precisa aceitá-lo como parte de você e adquirir a sabedoria em não emagrecê-lo demais a ponto de torná-lo anoréxico ou engordá-lo demais ao ponto de torná-lo um obeso mórbido. O equilíbrio sempre será a chave. Quando você administra uma boa dieta para o ego em sua vida, ele pode se transformar em uma maravilhosa ferramenta de motivação e propulsão para suas realizações.
Basta entender onde ele age favorecendo a você e aos que estão ao seu redor e onde ele passa a favorecer apenas a você mesmo. O ego é apenas o ego. Quem o transforma em algo ruim para você e para os outros é você mesmo. Não tente eliminá-lo. Ao invés disto, compreenda seu mecanismo e estabeleça uma boa relação com ele, transformando-o em um grande amigo e aliado.



sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Liberte sua mente do limite do tempo.....



Medos e agustia não deveria te  paralisar pois são criados por você...olhe... veja cada construção...o sentido de cada construção mora dentro de você...






quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Controlando ansiedade para ter paz de espirito....


Todos nós possuímos, em algum nível, a necessidade de controlar. Controlar a vida, as pessoas e as situações. Isso é um fato, e se deve principalmente a uma busca ininterrupta em nossas vidas: a paz de espírito e a tranquilidade. A ironia nesse fato é de que, quanto mais tentamos controlar isso tudo, menos controle e menos paz de espírito adquirimos, pois essa atitude, principalmente se for extrema, só traz ansiedade e tensão.
Controlamos por querer controlar e outras vezes controlamos por querer cuidar e proteger, mas independente do motivo, o resultado sempre será a ansiedade, o desgaste e a tensão. É urgente a necessidade em entendermos que, por mais que tentemos controlar, fatalmente, uma coisa ou outra sempre sairá em desacordo com o que queremos. E aí entra uma outra ironia, que é a de que estamos sempre dispostos a controlar tudo, mas nunca estamos dispostos a controlar a nós mesmos, que é a única forma possível de controlar a vida e ganhar a tão sonhada paz de espírito que todos buscamos.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Finja até que se torne real!

Entrando em uma nova frequência para mudar nossa realidade, de tanto fingir uma hora vai funcionar, por isso o importante manter o pensamento positivo. 
Vídeo : Gisela Vallin







sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Amor x Paixão


Todo mundo, lá no fundo, deseja encontrar o grande amor de sua vida, mas poucos estão dispostos a dividir tristezas, problemas, mau humor, e principalmente, ter que ceder ou lidar com diferenças. O que a maioria das pessoas deseja mesmo é viver o tempo todo apaixonadas e sentirem-se constantemente em um romance hollywoodiano. E talvez esse seja o maior motivo dos relacionamentos de hoje em dia possuírem uma grande tendência a tornarem-se descartáveis, pois é muito fácil encontrar alguém para se apaixonar do que alguém para amar.
Mas a pergunta chave nesse texto é: Onde estão as pessoas dispostas a viverem o outro lado da moeda nos relacionamentos? O da chatice, do mau humor, do cotidiano, das dificuldades e dos problemas?
Dizer eu te amo está quase tão automático quanto dizer bom dia. E a falta de comprometimento e disposição é tão grande que quando as coisas não dão certo, logo sacam a expressão - "Não era pra ser mesmo....a culpa é do destino". O destino é realmente um cara cruel e cheio de culpas não é mesmo? Afinal, se os relacionamentos não dão certo, a culpa não é do casal, mas sim do destino. A falta de comprometimento e a falta de superação pelas adversidades, de cada um, não fazem parte dessa culpa.
Quantas coisas você deve deixar passar em sua vida por falta de força de vontade. E no amor não é diferente. Amor exige paciência, determinação, compreensão e superação, entre outras coisas. Só que cada um precisa fazer sua parte, do contrário não funciona. Mas as pessoas não fazem e vivem cobrando do outro que seja um príncipe cavalheiro e sarado, sentado em cima do cavalo branco. Mas se esquecem que isso só existe na paixão. No amor, em muitos momentos não terá nenhum príncipe. Apenas um grande e gordo sapo. E se não existir disposição em aprender a amar o lado sapo, não vai pra frente mesmo. O amor morre na ilusão, na decepção e na cobrança, antes mesmo de começar a existir de verdade.
Felicidade em um relacionamento não é estar apaixonado o tempo todo. A paixão é demais? Sim, ela é mágica! Mas a mágica não dura muito tempo. Paixão tem prazo de validade curto. E amor não é feito apenas de alegrias e momentos bonitos. Na verdade, é no meio da turbulência e da dificuldade que se descobre o verdadeiro amor. E depois as pessoas vivem se perguntando porque não encontram o amor da vida delas. Mas claro que não encontram, pois não estão buscando amor. Estão buscando apenas paixão, personagens de contos de fada, tesão e frio na barriga!
Paixão, tesão e carinho são coisas muito boas e excelentes combustíveis em uma relação, mas para amar de verdade... É preciso muito mais do que isso!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...