sábado, 28 de fevereiro de 2015

AMOR E MEDO.


Por: Rosalia Schwark  
O que devemos entender , independente do que cremos, é que nossa vida cotidiana é influenciada por duas forças: AMOR E MEDO.
O Amor é a maior força de atração, quando aplicada em níveis máximo, leva à divindade e inspira atos inovadores e criativos, como a arte, a poesia, o trabalho voluntário, o trabalho missionário. A pessoa fica " tocada" por uma energia que supera seus limites, supera as suas próprias necessidades e ela se volta para o outro, para o mundo com uma devoçãoaltruista. Seu único querer é compartilhar o SEU MELHOR.
O Medo é a segunda força que pode influenciar fortemente as pessoas, reside dentro de você , de mim e de todos- também , conhecida como ego. Quando o ego chega no nível máximo, ele pensa em destruição. Leva a atos de ignorância , cobiça, ódio, raiva, despeito.
Estas duas energias, estão por trás de todas as palavras, atos e sentimentos.
Palavras ásperas, críticas ou falsas, são filhas do medo.
Discurso suave, apreciação e compaixão são atos de amor.
No cotidiano , as situações, pessoas, obrigações, produzem reflexos em nós, que nos induzem a estas duas forças - O ciúmes e preocupações são atos que indicam o medo tomando conta. A paz e a paciência são a energia do amor que anuncia sua flagrância.
Capacidade de perdoar é amor.
Ato de arrogância é medo.
Todo ser humano tem um radar instintivo com capacidade de entender estas duas forças. Você é capaz de identificar se existe amor ou medo por trás daquela " fachada" . O outro é capaz de identificar se você está amando ou sentindo medo, as vezes, não sabe identificar muito bem o que é que está acontecendo ,mas sente ATRAÇÃO ou REPULSÃO. Desejo inconsciente de se afastar ou de se aproximar.
O sucesso na vida, que muitos dizem " Aquele tem uma estrela " ,é na verdade a estrela do amor irradiando a sua energia e atraindo soluções.
Você quer acompanhar-se de uma estrela hoje? Carregue conscientemente o desejo de expressar amor sem condições. Apenas SER AMOROSO, independente do outro , situações, obrigações ou pressões.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Acorde pra realidade...e a RECRIE !!!

Por: Ricardo Prado
Tempo é só um mecanismo de medida baseado em eventos cíclicos e repetitivos. Tempo existe na sua cabeça e na sua emoção, não em sua alma e em sua essência. Tempo não existe fora do planeta. E não se esqueça de que você não é deste planeta. Tempo é só mais uma prisão que cerceia cada vez mais sua liberdade. A única realidade que existe em todo o Universo é o que está acontecendo neste exato minuto em que você está lendo este texto. Nada além e nada aquém disto. Enquanto você estiver choramingando pelos cantos por se ver e se sentir velho demais, e sem ter conquistado o trabalho, a casa, o homem ou a mulher dos seus sonhos, você estará preso ao tempo e muito distante da realidade que está defronte a você: o hoje.
Levante a cabeça e faça. Supere o conceito de tempo ao pensar em não tê-lo mais. Você tem muito mais do que tempo. Você tem o poder da criação e da realização no hoje, e isto já é mais do que suficiente para você realizar o que não realizou até agora. Todo o resto é apenas um roteiro, um script, um conceito e um rótulo com data de validade que a sociedade lhe impõe para lhe prender ao tempo que lhe estressa e tira sua paz, e claro, para enriquecer o comércio de velinhas de aniversário e antidepressivos. Desperte, levante a cabeça, chacoalhe e dance a música da vida, e vida é o que tá acontecendo agora. Chega de dormir e parar no "tempo" que já foi e no "tempo" que talvez ainda venha. Acorde pra realidade...e a RECRIE !!!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A arte de relacionar-se.

Por: Rosalia Schwark
Nas relações humanas, a emoção que você precisará de maior controle para dominar é a raiva.
O outro que recebe sua energia raivosa, nunca mais esquece. Seu sistema interno de proteção, registra de tal maneira essa informação , que talvez nunca mais você tenha a chance de causar uma boa impressão.
Muitas pessoas perdem relacionamentos, parcerias, não vão adiante na sua carreira, porque não sabem DESARMAR o seu sentimento de raiva.
Quando o oceano luta contra os ventos fortes, ondas maiores levantam-se. Da mesma maneira, se vocé luta, sua raiva e confusão pioram, e o seu senso de distinção desaparece. Por isso, melhor que reprimir a raiva é desarmá-la.
Quando você sente raiva, um mar de substâncias químicas, catecolamina, adrenalina e noradrenalina, são liberadas em seu corpo, elevando suas pulsações, pressão sanguínea, deixando os músculos tensos e acelerando automaticamente seu coração. Você tenderá a agir com gestos grosseiros, bater com força portas ou o que tiver na sua frente, postura de quem vai partir para cima e descontrole das ações físicas, consequência desse mar revolto.
Essas mesmas substâncias obstruem o intelecto. A mente fica confusa e perde o senso de distinção. Alguém dominado pela raiva, não sabe distinguir o bem e o mal, ou tomar decisões de qualidade. Um Show de horror que leva a resultados sempre desastrosos.
Dominar a raiva é uma das habilidades mais importantes na arte de relacionar-se. Tem 2 formas para desarmar a raiva e todo o seu show químico:
1) Respiração - a respiração lenta e profunda permite que exerça um efeito calmante sob as substâncias da raiva;
2) Humor - se você conseguir pensar em algo engraçado um pouco antes de explodir....esse imagem desarma o impulso da agressão ,gerado pelas substâncias da raiva.
Lembre-se : Na maioria das vezes, não teremos uma segunda chance. Depois de marcar alguém negativamente, o trabalho não será dobrado, multiple no mínimo por 5 vezes.
Aprenda a dominar-se ou emoções tomam conta e fazem o show da vida por você!!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Sejamos livres!


Por: Flavio Siqueira 
Sejamos humildes e santos, não como os canonizados, os "perfeitos" mas com as crianças, como os que nem sabem, muito menos reivindicam ser, mas são porque vivem em coerência com o que lhes habita em essência.
Sejamos livres! Um ser livre jamais será completamente aceito por nenhum sistema. Nenhum! Sistemas funcionam sob a égide do controle, da massificação, do condicionamento.
Seres livres não se permitem condicionar, como pássaros não gostam de ficar em gaiolas e, peixes, se tiverem uma oportunidade, pularão do aquário para águas correntes.
Se aprendermos a viver cada dia sua porção, se aceitarmos enxergar apenas as demandas daquele dia, no momento, no agora, no dia chamado hoje e desenvolvermos um olhar grato mesmo quando os dias parecem difíceis, então, finalmente, estaremos no caminho e, nele, cresceremos em amor e pacificação.
O resto, as perfumarias, os códigos, as demandas religiosas, a superfície, deixe para quem se preocupa com isso.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Todas as doenças que temos são criadas por nós.

Segundo a psicóloga americana Louise L. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo e que todas as doenças têm origem em um estado de não-perdão. Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar. Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais. 

Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão. Perdoar dissolve o ressentimento. 

A seguir, você vai conhecer uma relação de algumas doenças e suas prováveis causas, elaboradas pela psicóloga Louise. 


DOENÇAS / CAUSAS:       

AMIDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada. 
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo. 
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom. 
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem. 
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo. 
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido. 
BRONQUITE: Ambiente familiar inflamado. Gritos, discussões. 
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo. 
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria. 
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida. 
DIABETES: Tristeza profunda. 
DIARREIA: Medo, rejeição fuga. 
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização o. 
DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente. 
ENXAQUECA: Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista. 
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro (a). 
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer. 
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação. 
HEMORROIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado. 
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças. 
INSÔNIA: Medo, culpa. 
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle. 
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio. 
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido. 
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo. 
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida. 
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido. 
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor quando criança. Derrotismo. 
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro 
suficiente. 
PULMÕES: Medo de absorver a vida. 
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução. 
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas. 
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura. 
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa crença em perseguição. 
RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento. 
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima. 
TIROIDE: Humilhação. 
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos. 
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante. 
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado. 

Por isso vamos tomar cuidado com os nossos sentimentos, principalmente daqueles que escondemos de nós MESMOS. 

'Quem esconde os sentimentos, retarda o crescimento da Alma'.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Nada se move em sua vida?

Por : Rosalia Schwark
A riqueza vem de constantes movimentos internos em expansão. Se você alimenta sempre as mesmas ideias , ela irão produzir sempre os mesmos resultados. A repetição fará parte da sua vida.
Mesmo que você permaneça na mesma relação, mantenha os mesmos amigos, continue indo trabalhar no mesmo lugar e com as mesmas tarefas, pense em como experimentar o dia com ingredientes diferentes.
É ai que entra a importância de estar sempre desejando. Os desejos são ideias renovadas. Os desejos direcionam a sua usina interna, seu cérebro, para aquela possibilidade, criando energia que quando repetida, gera densidade e depois matéria.
A lei da atração é como a lei da gravidade, está nesse momento funcionando ,quer você tenha consciência ou não, nesse exato momento ,o que você está pensando sobre o seu potencial de fechar o mês em termos financeiros, por exemplo, já está em andamento, ou seja, vindo na sua direção. Não é exatamente o que você quer que chega, e sim e exatamente, o que você pensa mais sobre.
Dê uma boa olhada ao seu redor.....tudo que está materializado na sua vida emocional, financeira, saúde, amizades, novidades.....tudo absolutamente tudo ,são suas ideias mais concebidas, mais pensadas ,que se solidificaram. Tudo sua própria criação. 
Isso é reconfortante ao mesmo tempo que intrigante. Reconfortante porque você se dá conta do seu poder pessoal. Intrigante porque você pensa , " Como pude materializar ISSO , querendo outra coisa?" 

Pois é...... A força do desejo é importante ,mas não é suficiente. Precisamos aprender a não ANULAR a força de um desejo com nossas crenças e atitudes limitantes e manter a lei da atração funcionando a nosso favor.
Nada de novo acontece até que algo se mova. Algo dentro de nós precisa ser redirecionado criando um canal livre de atração. O poder está no seu interior. É a maestria em desenvolvê-lo que trará tudo que você deseja e merece em forma concreta para sua vida.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

7 diferenças entre religião e espiritualidade

Muitas pessoas confundem Espiritualidade com Religião ou mesmo com algo misterioso ou alguma ocorrência sobrenatural. Alguns chegam a pensar em Espiritualidade como uma seita e não raro muitos temem ser manipulados.
Se deixamos essas concepções equivocadas no passado e tentarmos estudar e entender o que realmente é a espiritualidade, chegaremos à compreensão de que não há nada de misterioso ou sobrenatural, e nem mesmo se refere a uma seita qualquer.
Faremos, então, 7 distinções básicas entre religião e espiritualidade que poderão ajudá-lo a entender o que realmente é Espiritualidade.

1 – Religião faz com que você se curve – Espiritualidade aponta para as suas asas

A Religião diz que se deve seguir uma ideologia e obedecer a certas regras, do contrário haverá punição. A Espiritualidade permite que você siga o seu coração. O que você sente está certo. Ela diz que você é livre para ser quem realmente é, sem se curvar a qualquer coisa que não entenda intimamente que seja o certo e bom para si mesmo e para todos os demais, já que todos somos um.

2 – Religião faz com que você tema – Espiritualidade lhe mostra a coragem

A Religião lhe diz o que temer e indica as consequências dos seus erros. Espiritualidade torna você consciente das consequências, mas não quer que você se concentre no medo. Ela mostra como enfrentar o medo, como mover-se para fazer o que você sente que é correto, apesar das consequências que poderão advir. Ela mostra como agir no amor e não no medo, mostra como controlar o medo e usá-lo a serviço do Bem.

3 – Religião diz o que é a Verdade – Espiritualidade permite que você descubra a sua própria Verdade

A Religião lhe diz no que se deve acreditar. O que é certo e o que é errado. A Espiritualidade permite que você descubra isso por si mesmo e compreenda a suas próprias verdades de modo criativo e original. Ela permite que você se conecte ao seu Eu Superior e observe e medite, em cada circunstância, no que é correto e verdadeiro, sabedor que a Verdade, como um todo, é a mesma a para todos os indivíduos. Ela permite que você visualize a sua verdade com os olhos do seu coração.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Independente dos motivos e objetivos, jamais esqueça-se...

Por: Ricardo Prado 
Não tente anular uma parte de seu Ser para se adequar a uma circunstância ou pessoa sem um motivo ou um objetivo realmente positivo e construtivo para sua vida e a vida alheia. Sem um motivo ou um objetivo que verdadeiramente o leve a um nível superior de consciência. Não tente anular uma parte de seu Ser por interesses baixos, mesquinhos e sem valor, pelas suas carências, pelas suas dependências, pela sua necessidade de ser aceito, e principalmente, por medo da solidão. É como tentar mutilar uma parte de sua própria essência.
Cedo ou tarde, esta parte importante e vital de você mesmo despertará do abandono e da ignorância em que você mesmo a colocou à força. E neste momento ela não se importará com circunstâncias ou pessoas. Ela simplesmente ressurgirá com todas as forças e gritará em seu interior com o desejo de reviver em você. Independente dos motivos e objetivos, jamais esqueça-se: as partes de você mesmo que você tenta mutilar e abandonar durante sua vida, sempre, e inevitavelmente, um dia ressurgirão à sua frente nos momentos em que você menos forças possuirá para tentar renegá-las e ignorá-las novamente.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Inspire e expire: seja o caminho.

Por : Flavia Melissa 
Inspire e expire. Por maiores que sejam seus desafios, está tudo bem. Você está imerso no mundo da tridimensionalidade e o plano regido pela dualidade tem os seus extremos. Há conforto e há desconforto. Há prazer e há incômodo. Há o bom e o ruim. Inspire e expire.
Inspire e expire a polaridade de estar vivo. Não há experiência sem contraste e o contraste é fundamental para que possamos ter sensações. Como saber o que é bom sem o ruim? Como podemos experimentar o prazer de um sorriso sem conhecer a dor de uma lágrima? E, mais do que tudo: como poder escolher sem entrar em contato com ambos os lados da moeda? Inspire. Expire.
Inspire e expire e compreenda: vida é movimento, é aqui e ali, é luz e é sombra e não há a possibilidade de permanecer em apenas um dos pratos da balança sem que o outro, mais cedo ou mais tarde, te arrebate. E, ainda assim: está tudo bem. Está tudo certo. De fato, o que não mata fortalece e nos faz aprender. Então aprenda o que tiver que aprender e siga em frente: não resista ao desconforto que ele se esvai em si mesmo e desaparece. Inspire e expire.
Inspire e expire e inspire e expire quantas vezes se fizerem necessárias até que você se lembre de quem é e do que está fazendo aqui: aprendendo a amar incondicionalmente. Ainda não ter aprendido a exercitar este tipo de amor não te torna um fracassado, e sim alguém que ainda está no caminho. Inspire o caminho. Expire o caminho.
Inspire e expire: seja o caminho. 
Eu te amo, por favor me perdoa, sinto muito, agradeço.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

"A Verdade é uma terra sem caminho".

Por: Krishnamurti
O homem não chegará a ela através de organização alguma, de qualquer crença, de nenhum dogma, de nenhum 
sacerdote ou mesmo um ritual, e nem através do conhecimento filosófico ou da técnica psicológica. 

Ele tem que descobri-la através do espelho das relações, por meio de compreensão do conteúdo da sua própria mente, mediante a observação, e não pela análise ou dissecação introspectiva. 

O homem tem construído imagens em si próprio, como muros de segurança - imagens religiosas, políticas, pessoais. 

Estas se manifestam como símbolos, idéias, crenças. O peso dessas imagens domina o pensamento do homem, as suas relações e a sua vida diária. Tais imagens são as causas de nossos problemas, pois elas dividem os homens. 

A sua percepção da vida é formada pelos conceitos já estabelecidos em sua mente. O conteúdo de sua consciência é a sua consciência total. Este conteúdo é comum a toda humanidade. 
A individualidade é o nome, a forma e a cultura superficial que o homem adquire da tradição e do ambiente. A singularidade do homem não se acha na sua estrutura superficial, porém na completa libertação do conteúdo de sua consciência, comum a toda humanidade. Desse modo ele não é um indivíduo.

A liberdade não é uma reação, nem tampouco uma escolha. É pretensão do homem pensar ser livre porque pode escolher. Liberdade é observação pura, 
sem direção, sem medo de castigo ou recompensa. A liberdade não tem motivo: ela não se acha no fim da evolução do homem e sim, no primeiro passo de sua existência. 

Mediante a observação começamos a descobrir a falta de liberdade. A liberdade reside na percepção, sem escolha, de nossa existência, da nossa atividade cotidiana.

O pensamento é tempo. Ele nasce da experiência e do conhecimento, coisas inseparáveis do tempo e do passado. O tempo é o inimigo psicológico do homem. 

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Calma! A pressa atrapalha, a angustia distrai.

Por : Flavio Siqueira
Toda pequena conquista é uma grande conquista, cada pequeno passo um gigantesco passo, cada mínimo flash de percepção um profundo avanço. Não é preciso “chegar lá” com tanta pressa, não coloque angústia em sua busca, não sobrecarregue sua alma como se precisasse saber tudo o que nunca soube em tão pouco tempo, não se compare.
Calma! A pressa atrapalha, a angustia distrai. São portas para que entre em processos de autossabotagem, entregue à pensamentos incessantes, permitindo que sua energia seja sugada pela pressa, pela incapacidade de se manter no hoje, por pensar que é difícil, que não vai conseguir. Você vai, se quiser.
Só precisa perder o medo de posicionar-se no agora, entender que as “ferramentas” para sua evolução são os componentes da vida e sua capacidade de projetar significado nos acontecimentos.
Então um despertar nos invade e questiona “você é só isso?” “o que tem feito com sua vida?”. É o suficiente para o passo a mais do dia, o pequeno avançar de consciência do momento até que um dia, não se sabe quando, um dia acontece e a gente simplesmente acorda.

Até lá sigamos vivendo o dia a dia e vencendo as batalhas cotidianas. Não há prazos. Nem sempre avançaremos, às vezes recuadas acontecem, mas até elas agregam. Se permanecermos atentos entenderemos a razão.
Aprendemos que todos os processos serviram para alguma coisa, ajudaram para que estivéssemos onde deveríamos estar. Não se distraia. Perceba. Ande um pouco mais. Não se importe que seja pouco. Por hoje é suficiente.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

As pessoas não são como eu gostaria que fossem, elas são como podem ser.

Por : Patricia Forte
Quando no meu dia a dia, eu vivo experiências contrárias e tenho que lidar com pessoas "difíceis", a minha estratégia é logo me conectar com a frase acima.

 Isto tem o poder de me ligar com a energia da compaixão o que logo me coloca em níveis de energia de poder. Vendo aquela situação como apenas uma experiência em andamento e pensando naquele ser humano, que não correspondeu de alguma forma as minhas expectativas, como alguém que talvez esteja dando o seu melhor naquele momento, tenho a energia suficiente para sair do conflito, restabelecer minha paz e alegria.

 Assim, saindo do envolvimento com o problema posso tomar decisões mais acertadas, pois nesse nível vibracional sei que sou digna de experimentar o melhor e assim para lá me dirijo, levando o meu dia em Movimento Perfeito, cumprindo a minha decisão de me sentir bem e não ser vulnerável a pessoas e acontecimentos.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Caminhe conforme sua consciência...

Por: Flavio Siqueira
“Como saber se o caminho que queremos é o correto e que não iremos nos arrepender logo adiante?”
A primeira coisa que precisa saber é: Não há garantias. Nunca há.
Ainda que tenha certeza que determinado caminho levará à algum lugar, como saber o que vai acontecer no percurso?
Não temos o controle, por mais que tentemos, ainda que queiramos, nenhum de nós pode ver cada variável, cada curva chamada de aleatoriedade, as mudanças do vento, do clima, dos cenários, das estações, ora frias, ora quentes, nada é fixo, tudo está em constante movimento.
Nossa tendência é tentar a “segurança” de fixarmos nossas vidas exatamente naquele ponto onde tudo parece perfeito. Mas isso é ilusão. Seria trágico, afinal, não estamos aqui para o conforto da estagnação, mas para o exercício do movimento, da mudança, da transformação. É assim em todas as dinâmicas da natureza, por que seria diferente conosco?

Você atrai o que você é!

Quem nós pensamos que somos está intimamente ligado a como nos consideramos tratados pelos outros. Muitas pessoas se queixam de que n...

Veja mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...