quarta-feira, 27 de julho de 2016

A religião de Einstein

Meu Credo
É uma bênção especial pertencer entre aqueles que podem dedicar suas melhores energias para a contemplação e exploração de coisas objetivas e atemporais. Quão feliz e grato eu sou por ter recebido essa bênção, que dá um grande grau de independência em relação ao destino pessoal de alguém e a atitude de seus contemporâneos. No entanto, essa independência não deve nos habituar à consciência dos deveres que constantemente nos prendem ao passado, presente e futuro da humanidade em geral.

Nossa situação na terra parece estranha. Cada um de nós aparece aqui, involuntariamente e sem ser convidado, para uma estadia curta, sem saber o porquê e para quê. Em nossa vida diária sentimos apenas que o homem está aqui para o bem dos outros, para aqueles a quem amamos e por muitos outros seres cujo destino está ligado com o nosso. Muitas vezes me perturba a ideia de que a minha vida é baseada em grande parte no trabalho dos meus companheiros seres humanos, e estou ciente da minha grande dívida para com eles.
Eu não acredito no livre-arbítrio. Palavras de Schopenhauer: “O homem pode fazer o que quer, mas não pode querer o que quer”, me acompanham em todas as situações ao longo de minha vida e me reconciliam com as ações dos outros, mesmo que elas sejam bastante dolorosas para mim. Esta consciência da falta de livre arbítrio me impede de levar a mim mesmo e aos meus colegas muito a sério como indivíduos de ação e decisão, e de perder o meu temperamento.
Eu nunca cobicei riqueza e luxo e até mesmo os desprezo de certa forma. Minha paixão pela justiça social muitas vezes me levou a um conflito com as pessoas, assim como a minha aversão a qualquer obrigação e dependência que eu não considero absolutamente necessárias. Eu tenho um grande respeito pelo indivíduo e uma aversão insuperável pela violência e o fanatismo. Todos estes motivos me fizeram um pacifista apaixonado e antimilitarista. Sou contra qualquer chauvinismo, mesmo sob o disfarce de mero patriotismo.
Privilégios com base na posição e propriedade sempre me pareceram injustos e perniciosos, assim como qualquer culto exagerado à personalidade. Eu sou um adepto do ideal da democracia, embora eu saiba bem as fraquezas da forma democrática de governo. A igualdade social e a proteção econômica do indivíduo sempre me pareceram os objetivos comuns importantes do estado.
Embora eu seja um solitário típico na vida diária, a minha consciência de pertencer à comunidade invisível daqueles que lutam pela verdade, beleza e justiça me impede de me sentir isolado.
A experiência mais bela e mais profunda que um homem pode ter é o sentido do mistério. É o princípio fundamental da religião, bem como de todo esforço sério na arte e na ciência. Aquele que nunca teve essa experiência parece-me que, se não está morto, então, está pelo menos cego.
Perceber que por trás de tudo o que pode ser experimentado há uma coisa que a nossa mente não pode compreender, cuja beleza e magnificência nos alcança apenas indiretamente: isso é religiosidade. Neste sentido, sou religioso. Para mim, basta questionar estes segredos e tentar humildemente entender com a minha mente uma mera imagem da estrutura elevada de tudo que existe”.

Fonte : Revista Pazes 


terça-feira, 26 de julho de 2016

Seja um empreendedor de vida!

Por: Ricardo Prado
Você não precisa construir uma grande, sólida e emergente empresa para tornar-se um empreendedor e ter sucesso na vida. Empreendedorismo é uma visão que nasce e é construída dentro de você. É muito mais do que ter uma grande empresa, projeto ou negócio. Quando você constrói esta visão, até sua relação com sua esposa ou marido torna-se apta para o sucesso e tudo que você toca cresce e prospera em sua vida. Jamais confunda empresário com empreendedor. Empresários são administradores de empresas. Empreendedores são construtores e administradores da vida, seja ela no âmbito profissional, no pessoal, no familiar ou no amoroso.
Sucesso e empreendedorismo é muito mais do que ser bem sucedido como profissional. Tem muita gente focada e preocupada em ser um profissional de destaque e sucesso, e esquece-se de que é preciso ter sucesso também como Estudante, Amigo, Pai, Mãe, Filho, Marido ou Esposa. Seja um empreendedor de vida! Isto já engloba automaticamente a sua vida profissional. Tem muito empreendedor de sucesso que não possui nenhuma empresa, projeto ou negócio, mas possui sucesso, bem estar e qualidade de vida em todos os âmbitos! Torne-se um empreendedor também em sua família, seus relacionamentos e sua vida pessoal e social. Você irá se surpreender com as transformações que nascem com esta consciência!


sexta-feira, 22 de julho de 2016

Você se esconde....

Não adianta negar: você se esconde. Você construiu uma barreira - uma verdadeira barricada - que te protege e defende do mundo. Você tem medo, muito medo, de se mostrar de verdade, porque te ensinaram que existe algo em você que deve ser removido, escondido, disfarçado, negado. Algo animalesco. As religiões, a sociedade, seus professores e pais te ensinaram, "você não é um animal, você é um ser humano", te ensinaram que os animais estão aqui para te servir, te ensinaram até mesmo a comer os animais para que você se sentisse menos bicho - o topo da cadeia alimentar. Foi o que te disseram. E você, você acreditou, o que mais poderia fazer?
Então você vive a vida dividido, escondendo do mundo uma parte importante repleta de impulsos e desejos e coisas reprimidas. Você não se mostra. Você é feio por dentro - foi o que te ensinaram! - e então você não se mostra. E aí você sofre, porque não consegue se relacionar. Porque não consegue ser íntimo, verdadeiramente íntimo, de ninguém. Afinal, se você se revela você é julgado, corre até mesmo o risco de ir pro inferno - não foi assim que aprendeu?

Toda a sua vida gira em torno do desafio do revelar-se. Se você se esconde conscientemente, meu amigo e minha amiga, você está na contramão do que precisa fazer. Não queira ser isso ou aquilo. Simplesmente seja quem você é. Esta é a única forma de se relacionar de verdade com alguém: quando você conseguir se relacionar de verdade com você mesmo.

Osho

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Sua claridade lhe guiará em direção ao certo.


" Não é sua mente que está decidindo. É a mente da sociedade que impôs certas idéias sobre você. Seja qual for a multidão que você esteja, a multidão dá a mente dela para você. 

Lentamente, muito lentamente, você se esquece completamente que esse não é seu ser real.
Meus sannyasins precisam fazer uma clara distinção. A mente é parte da sociedade, não parte de você. O que é parte de você é sua atenção, sua consciência, sua testemunha. Assim você pode ficar só e imensamente feliz. Na verdade, você só pode ser feliz quando você está só.
Aquele que sabe como ser extático estando sozinho pode ficar só na multidão. Quem irá descobrir que intimamente você está completamente centrado na sua testemunha e que você não está de maneira alguma incomodado pela mente? 
Isso leva apenas um pouco de tempo, mas como você continua desidentificando-se com a mente, ela perde o controle sobre você e finalmente começa a desaparecer.
Esse é o início da liberdade, o nascimento de um novo homem, o nascimento de um homem autêntico. Agora você irá agir a partir de sua consciência não a partir de sua mente. Você irá agir de momento a momento, vendo a situação claramente. 
Não há nenhum problema para se preocupar sobre o que está certo e o que está errado. Sua claridade irá decidir o que está certo, sua claridade lhe guiará em direção ao certo. 
Pode não coincidir com o certo de sua sociedade. Eis porque a sociedade teme e quer colocar uma mente em você."



quinta-feira, 7 de julho de 2016

Armadilhas do Ego

"Se você acha que é mais “espiritual” andar de bicicleta ou usar transporte público para se locomover, tudo bem, mas se você julgar qualquer outra pessoa que dirige um carro, então você está preso em uma armadilha do ego.
Se você acha que é mais “espiritual” não ver televisão porque mexe com o seu cérebro, tudo bem, mas se julgar aqueles que ainda assistem, então você está preso em uma armadilha do ego.
Se você acha que é mais “espiritual” evitar saber de fofocas ou noticias da mídia , mas se encontra julgando aqueles que leem essas coisas, então você está preso em uma armadilha do ego.
Se você acha que é mais “espiritual” fazer Yoga, se tornar vegano, comprar só comidas orgânicas, comprar cristais, praticar reiki, meditar, usar roupas “hippies”, visitar templos e ler livros sobre iluminação espiritual, mas julgar qualquer pessoa que não faça isso, então você está preso em uma armadilha do ego.
Sempre esteja consciente ao se sentir superior.
A noção de que você é superior é a maior indicação de que você está em uma armadilha egóica.

O ego adora entrar pela porta de trás. Ele vai pegar uma ideia nobre, como começar yoga e, então, distorce-la para servir o seu objetivo ao fazer você se sentir superior aos outros; você começará a menosprezar aqueles que não estão seguindo o seu “caminho espiritual certo”. Superioridade, julgamento e condenação.
Essas são armadilhas do ego."

Mooji


segunda-feira, 4 de julho de 2016

O foco da sua vida é escolha sua.



Vigie seus pensamentos. Onde você decide colocar a sua atenção é o que está escolhendo viver, consciente ou inconscientemente. E o pulo do gato é que aqui, no plano da tridimensionalidade, a dualidade está sempre presente. Bom e ruim, sorte ou azar, milagre ou desastre coexistem a cada segundo e você sempre tem a opção de olhar para o outro lado da rua. Padrões mentais e vícios de condicionamento podem te obrigar a enxergar sempre o mesmo, por isso: Orai e Vigiai. Inspira e expira. Senta e medita. Muda, que quando você muda absolutamente nada consegue permanecer igual."

A magia do Limão...e uma limpeza para o final de Ano!

LIMPEZA ENERGÉTICA DA CASA COM LIMÃO - PODEROSA APROVEITE O FINAL DO ANO E LIMPE O ASTRAL DA SUA CASA Essa limpeza é in...

Veja mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...