terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz Ano Novo!



                          

Sua vida vale mais que mil bênçãos. Kelley Kosów


Minha vida vale mais que mil milhões de bênçãos para todos aqueles que encontro no meu caminho. Eu sou o céu, e tudo o que existe no céu acima. 

Estou na vastidão do meu maior pensamento e do poder infinito que as fontes sustenta todo o universo. Nesse dia, eu vou lembrar quem eu sou, porque que eu estou aqui e por que eu escolhi as experiências que vieram em meu caminho no ano passado.

 Hoje, eu prometo deixar a pequenez dos meus mais sombrios pensamentos e derreter com os braços abertos para o interminável, amor todo-poderoso da minha mais elevada auto. 

Hoje, eu me rendo para os braços abertos de 2014, permitindo que cada dia do próximo ano para surpreender, conforto e nutrir desejos mais profundos da minha alma. 

Eu me comprometo a voltar para a centelha da o divino e usar o meu poder de iluminar o mundo.
Este ano, vou dar aos outros o que eu quero de volta para mim. 
Se eu quiser amor, eu vou encontrar maneiras de amar a cada pessoa que eu encontrar.

Debbie Ford 
Se eu quero paz , vou ter pensamentos pacíficos, dizer palavras de paz e rezar pela paz para todos aqueles que estão vivendo no caos, inclusive eu.
Se eu quero o sucesso, eu vou trabalhar com afinco para ajudar os que me rodeiam sucesso.

Vou manter o foco, fazer meu melhor e buscar a excelência em tudo que faço.
Se eu quero respeito, vou começar por respeitar a vida e tudo o que vem com ele.
Respeitarei os que me rodeiam e aqueles que trabalham duro para fazer deste planeta um lugar melhor.

Eu vou respeitar a terra, meu corpo, meu passado e os presentes que eu sustento e vou render julgamento para reverência.

 Em 2014, espero que o que eu dou para o mundo será dado de volta para mim.




segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Pachamama - A Divina Energia Feminina


Lembra quando você era criança, e algo de ruim aconteceu na escola ou no parque infantil. Tudo o que você queria fazer era correr para casa para Mama! Bem, talvez seja a hora de fazer isso de novo. Você vê, agora é o tempo para o desenvolvimento de nossa consciência coletiva de que devemos correr para casa para Pachamama! O que é Pachamama? " Pachamama é uma deusa venerada pelos povos indígenas do Andes . Pachamama é geralmente traduzido como a Mãe Terra, mas uma tradução mais literal seria "mundo Mother '..." (fonte:  http://en.wikipedia.org/wiki/Pachamama ) Ela também pode ser pensado como Gaia , uma fonte de energia do Feminino Divino e um paraíso para a criatividade .

Temos que correr para casa e abraçar Mama e lembrar quem somos, de onde viemos e por que estamos aqui ! A razão para esta súbita vontade de correr para Mama é porque agora é o despertar do Divino Feminino. Isso pode, e vai, causar muita confusão e frustração em ambos os homens e mulheres. Eu sou um homem, e falando do ponto de vista masculino - para que a consciência Feminino Divino para despertar em nós, temos de deixar de ir! Como homens, nós nos esforçamos para alcançar o poder , para controlar nossas vidas, e dar coisas estrutura. Temos a tendência de glorificar esta sobre a nossa imaginação, criatividade e paixão!

Devemos deixar de controle para promover a imaginação, e honrar o Divino Feminino. Esta energia do Feminino Divino é uma parte de todos nós, é onde desenvolvemos e criamos novas idéias, conceitos e sonhos. Agora é a hora para permitir que essas coisas para entrar em nossas vidas. Pode ser difícil, porque é preciso dar espaço para essas coisas que estão por vir, e isso significa abrir mão de velhos modos de pensar e fazer as coisas. Isso também significa não se preocupar tanto com ordem, estrutura e rotina. Você sabe, relaxar um pouco e permitir, permitir, deixar ... com oceanos de perdão e clemência amorosa!

 Agora é o momento que todos nós devemos começar a expandir o nosso amor por si mesmo e os outros! Permita-se, parceiros, amigos para expandir na consciência por manter um espaço de amor e de perdão para eles. Este é o maior desejo de Pachamama, para nós aceitar, compreender, perdoar e amar a nós mesmos, para que possamos fazer o mesmo para os outros e incentivar a criatividade universal. Esse é o Feminino Divino, e é como nós crescemos em consciência, compreensão, perdão e amor. Pachamama criou todos nós para que possamos abrir o nosso próprio caminho para a consciência.

Esteja preparado para ajudar e orientar os outros como você vê seus grupos sociais e amigos tornando-se mais consciente do que está realmente acontecendo. Nós somos todos iguais, e todos em todos os países está pensando as mesmas coisas e crescer da mesma forma. Hoje, no Irã, no Iraque, no Afeganistão, os Estados Unidos, e em todos os países, as pessoas estão pensando sobre as mesmas coisas que você está lendo sobre a direita agora! Estas mensagens são chamados de "universal", porque tudo o que estamos fazendo é tocar em e tornar-se consciente da influência de Pachamama. Como o amor e o perdão amplifica, mais entendemos que somos todos iguais e conectado .

Devido a este enorme aumento de Feminino Divino  de energia, nós somos mais capazes do que nunca para crescer e expandir nossa consciência. Encorajo todos a levar algum tempo para si mesmos, e dar espaço para amigos e entes queridos para que eles possam crescer e se expandir no seu próprio ritmo. Deixe a imaginação, paixão e amor a fluir livre! Deixe o rio da vida expandir mais rápido ou lento conforme a necessidade, e fluir com ele. Pachamama está sempre lá para incentivar e orientar-nos com os braços abertos e um abraço!

Sobre o autor 

Jeff se mudou para a Costa Rica, em 2006, dos Estados Unidos, a fim de expandir sua consciência do mundo e ter uma perspectiva sobre a vida. Como o fundador da Costa Rica Shamans , ele é abençoado para trabalhar com curandeiros e trabalhadores de energia que têm facilitado esse desejo. Jeff também modera a página Costa Rica Shamans Facebook, permitindo-lhe servir como uma tela digital para compartilhar idéias positivas e circulam mensagens universais. Ele é apaixonado por trabalhar com pessoas que buscam orientação espiritual, e também realiza cerimônias privadas e de grupo para promover a cura e consciência.




domingo, 29 de dezembro de 2013

RECEITA DE ANO NOVO



Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumadas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade


sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

POR ONDE COMEÇAR?


Um dos maiores enganos alimentados por nosso sistema, é nos fazer crer que há vida própria nas instituições, que elas independem da consciência humana.

Veja por exemplo a potestade política com seus vícios e arbítrios. Não há bem intencionado que tenha alguma chance de sobressair-se a cultura centenária (no caso do nosso país) da vantagem, do engano, de colocar-se acima do que deveria ser público e para o bem de todos. Pagamos impostos sobre consumo, renda, sobre tudo, enquanto o presidente do senado viaja com avião da FAB para fazer implante capilar, para citar apenas um exemplo atual e notório.

O que eu poderia fazer sozinho? - Lamenta resignado o cidadão médio, sem pensar que somos maioria, sozinhos estão eles, homenzinhos, escondidos nas "instituições" e seus palácios, seus muros de burocracias e leis em forma de labirinto, criando abismos, como se fossem seres superiores e inatingíveis. Não são. São pequenos homens e mulheres que se beneficiam de nossa incapacidade em reconhecer que instituições são ilusões, afinal, nenhum castelo, nenhum exército, nenhuma potência existiria se não fossem feitos de gente.

Seja os sistemas políticos, os templos religiosos, pretensiosos, colocando-se como mediadores entre os homens e Deus, arbitrando céu ou inferno, punindo, julgando, determinando o que definitivamente não lhes cabe, sobrecarregando massas culpadas, sedentas e dispostas a pagar (seja em moeda ou devoção) por um pedacinho de alívio, placebo que dure até o próximo sacrifício, sentindo-se menores diante dos paramentos, das construções, dos rituais de diferenciação, de diminuição.

Como o trabalhador submisso, cansado, explorado, correndo atrás da ilusão, do que lhe fará sentir-se maior, melhor, compensado pelo desgaste na família, no tempo de estudo, nas privações em nome do sucesso financeiro. Escravos, regrados, parte de uma máquina trituradora de criatividade, de vínculos, de amor, encobrindo com as fumaças que saem das chaminés do progresso qualquer pequeno vislumbre do que realmente importa.

Quem enxerga se angustia. Quem questiona não sabe por onde começar, tampouco o que fazer diante de estruturas tão velhas, tão enraizadas, viciadas, más. Até que entendamos que os impérios, as estruturas, as potestades, não existiriam se não fossem as pessoas. Elas refletem o que somos e legitimam nossa maldade. Nós somos os monstros, vítimas e algozes de um único jogo, alternando as dinâmicas da morte conforme as oportunidades, agindo ou reagindo de acordo com a porção que nos cabe naquele sistema. 

Os amargurados pela injustiça de hoje, serão os promotores da injustiça de amanhã, os engajados combatentes de hoje, serão os que logo depois dominarão, cadeia que se retroalimenta a não ser que finalmente entendamos: só podemos mudar as instituições, só diminuiremos as injustiças, a vida só melhorará quando nossa energia não estiver canalizada no sistema, mas nas pessoas. 

Mude as pessoas e os sistemas ruirão. Promova consciência, e as instituições deixarão de ter vida própria, serão apenas ferramentas de serviço. Mude a si mesmo e seu mundo mudará, irradiará positivamente nos mundos que lhe cercam, abrirá seus olhos diante do que realmente precisa ser feito. Quando nossa luta é contra as instituições, ela se torna infrutífera, terminará em amargura, na sensação de que nada podemos fazer.

Não caia nesse engano. Mude a si mesmo, comece por você. Seja o bem que espera ver na Terra, seja o amor que cobra do próximo, seja a justiça que espera dos governantes, seja a consciência que gostaria que existisse nos sistemas. Seja você o agente de contaminação, aquele que subverte a lógica vigente pelo exemplo e siga nessa direção. Quem anda por consciência reconhece as intensidades, identifica o caminho e sabe o que fazer.

Um dos maiores enganos alimentados por nosso sistema, é nos fazer crer que há vida própria nas instituições, que elas independem da consciência humana, mas, acredite, quando mudamos as pessoas, o universo inteiro se reorganiza e reflete a luz que brilha em cada homem, em cada mulher.

Por: Flavio Siqueira 


quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Não existe tal coisa como uma vacina segura e nunca haverá


Fazer vacinas segura removendo suas toxinas (greening), ou dizer às pessoas que têm o direito de olhar para os ingredientes da vacina antes de decidir se vacinar ou não ser a  forma politicamente correta  de resistência vacinação. Isso ajudar a evitar alguns da ira de vacinação sumos sacerdotes.  No entanto, a própria natureza do nosso sistema imunológico e que as vacinas fazem para estimular artificialmente a imunidade faz seguro vacinar um oxímoro.


A Falácia e perigos de Estimulação Artificial Imune



Ignorando nosso caminho normal do sistema imunológico e da inserção de um estimulante resposta imune artificial (vacinação), com ou sem toxinas adicionados tem perigos inerentes. Poucos  articula isso melhor do que  o Dr. Suzanne Humprhies.

"Os médico nunca foram ensinado na faculdade de medicina como cuidar de um sistema imune, de modo que você acaba com uma sociedade inteira, do início ao fim, que não sabem como um sistema imunológico funciona, que não sabe como cuidar dele, não sabe como repor os nutrientes e minerais que são necessários, quando falha, a culpa é de Deus. Precisamos de uma vacina. Eles acham que a Mãe Natureza é falho. "

Dr. Humphries explica ainda que a única coisa que a vacina realiza a uma resposta imunitária é o aparecimento de um anticorpo e um anticorpo é  apenas um pequeno aspecto  de todos os factores de imunidade humanos. Injectar matéria doente através da pele para o sangue ignora o sistema imunológico normal e cria um desequilíbrio imunológico que pode, e muitas vezes, resultar em infecção da doença que pretende proteger.



          



Dr. Humphries também discute como os bebês têm um  desenvolvimento  do sistema imunológico. O leite materno de uma mãe saudável oferece a  maior proteção durante o primeiro ano do bebê  (proteção, tanto quanto 80%), em grande parte, através do apoio a flora intestinal .  injetá-los com contaminantes dentro dos primeiros meses apresenta danos tanto imediatos e de longo prazo para os seus sistemas imunitários em desenvolvimento .

Outros distúrbios de imunidade ocorre a partir de vacinas. O resultado da inter-reagindo ingredientes da vacina em cascata através do corpo é muitas vezes chapéu efeitos adversos à saúde mostram-se mais tarde, se não mais cedo.  Os fatos são que os EUA têm o maior esquema de vacinação infantil, ainda está acima da mortalidade infantil e problemas de saúde na infância do que todos outras nações desenvolvidas.

Esta declaração leito de morte supostamente feitas por Pasteur é ignorado pela máfia médica: "Bernard (Bechamp) estava certo, o patógeno não é nada, o terreno é tudo". Infelizmente, matando e artificialmente "proteger" contra os germes é mais rentável. O trade-off para essa ilusão de imunidade é  aumentada doença auto-imune, lesão vacina, invalidez permanente e morte.



Disclaimer: Este artigo não pretende fornecer aconselhamento médico, diagnóstico ou tratamento.



Fonte : Wanking Times 



terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal!




Enfeite a árvore de sua vida
com guirlandas de gratidão!
(...)

Em sua lista de presentes
em cada caixinha embrulhe
um pedacinho de amor,
carinho,
ternura,
reconciliação,
perdão!

(...)
Vamos! 
Enfeite seu interior! 
Seja diferente! 
Seja reluzente! 

Cora Coralina





sábado, 21 de dezembro de 2013

O Natal




Ah, o Natal... Ouço pessoas criticarem o consumismo desenfreado que toma as pessoas nesta época cujo significado perdeu-se entre árvores, brinquedos e Papai Noel. Certo, tudo certo...

Mas eu prefiro lembrar que neste final de ano, devido ao famigerado consumismo, milhões de empregos foram gerados e milhões de pessoas puderam resgatar um pouco de sua dignidade.

Prefiro lembrar que neste momento, por conta do dinheiro extra que receberão, muitos pais e mães de família poderão oferecer uma mesa mais farta aos seus filhos.E que devido a alta propaganda de solidariedade que se faz nesta época, crianças carentes poderão ganhar, sim, algum brinquedo.

Prefiro lembrar que muitas pessoas tomadas pelo espírito disseminado nesta época mover-se-ão à caridade e a solidariedade com o próximo.E que você... você poderá, enfim, dar e receber o abraço daquelas pessoas que você gosta mas que por falta de “motivo” para abraçar ficou contido até agora...

Ah, como Deus escreve certo por linhas tortas. O que era para ser “apenas” a celebração do nascimento de Jesus, universalizou-se numa celebração de Fraternidade e Amor.Bem ou mal, o Amor está em toda parte!

E se ainda assim você não quiser celebrar esta data, não tem problema:Quero convidar-te a fazer como fossem Natal todos os teus dias!


Augusto Branco




sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Onde Deus esta escondido


Pergunta a Osho:
Amado Osho, o que exatamente está me impedindo de ver o óbvio? Eu simplesmente não compreendo o que fazer ou o que não fazer. Quando é que eu serei capaz de ouvir o som do silêncio?
O que exatamente está obstruindo a minha visão de ver o óbvio? O simples desejo de vê-lo. O óbvio não pode ser desejado, o óbvio é!

Quando você deseja, você se afasta: você começa a buscar o óbvio. Nesse exato momento você o tomou distante, ele não é mais o óbvio, ele não mais está próximo; você o colocou bem distante. Como pode você buscar pelo óbvio? Se você compreende que é óbvio, como pode você buscá-lo? Ele está simplesmente aqui! Qual a necessidade de buscá-lo ou desejá-lo? 

O óbvio é o divino, o mundano é o sublime e o trivial é profundo. Você está encontrando Deus a cada momento, nas suas atividades simples do dia-a-dia, porque não existe mais ninguém. Você não pode encontrar ninguém mais, é sempre Deus de mil e uma formas. 

Deus é bem óbvio. Apenas Deus é! Mas você busca, você deseja... e você perde. Nesta sua mera busca você coloca Deus bem longe, muito distante. Isso é uma viagem do ego.

Tente compreender... o ego não está interessado no óbvio porque com o mesmo ele não pode existir. O ego não está de forma alguma interessado no que está próximo, ele está interessado no distante, lá longe. Pense bem: o homem alcançou a lua, mas ele ainda não alcançou o seu próprio coração. 

O distante... o homem inventou viagens espaciais, mas ele ainda tem que desenvolver as viagens até a alma. Ele alcançou o Everest, mas ele não se interessa em ir para dentro do seu próprio ser. 

Perde-se o que está próximo e busca-se o que está bem distante. Por quê? Porque o ego sente-se bem; se a jornada é difícil o ego sente-se bem, existe algo a ser provado. Se é difícil, existe algo a se provar. O ego se sente bem em ir até a lua, mas ir para dentro do seu próprio ser? Isso não seria muito pretensioso.

Existe uma velha história:

Deus criou o mundo. E então, ele costumava viver na terra. Você já pode imaginar... ele tinha tantos problemas, todos vinham reclamar, todos batiam à sua porta nas horas vagas. À noite pessoas vinham e diziam: “Isso está errado, hoje nós precisávamos de chuva e está tão quente”. E alguém vinha logo depois e dizia: “Não traga chuvas por enquanto — eu estou fazendo algo e a chuva estragaria tudo”.

E Deus estava a ponto de ficar louco... “O que fazer? Tantas pessoas, tantos desejos, e todos esperando e todos necessitando serem atendidos, e eram desejos tão contraditórios! O fazendeiro queria chuva e o ceramista não queria chuva alguma pois ele fazia vasos e a chuva podia destruí-los; ele necessitava de sol quente por alguns dias...” E assim em diante.

Então, Deus chamou os seus conselheiros e perguntou: “O que fazer? Eles irão me enlouquecer, e eu não posso satisfazer a todos. Ou eles irão me matar um dia destes! Eu gostaria de encontrar um lugar para me esconder”.

E os conselheiros sugeriram várias coisas. Um deles disse: isso não é problema, vá para o Everest. Ele é o pico mais elevado dos Himalaias, ninguém irá alcançá-lo”.

Deus disse: “Você nem imagina! Eles o alcançariam em poucos segundos”, para Deus isso seria apenas uns poucos segundos: “Edmund Hillary iria alcançá-lo com Tensing e então os problemas começariam. E uma vez que soubessem, então eles começariam a vir em helicópteros e ônibus, e tudo seria... Não, isso eu não vou fazer. Isso resolveria as coisas só por alguns minutos”. 

Lembrem-se de que o tempo para Deus tem uma dimensão diferente. Na Índia diz-se que para Deus milhões de anos é um dia, alguns segundos então...

Daí alguém mais sugeriu: “E por que não ir para a lua?”

E Deus respondeu: “Lá também não é longe o bastante; mais uns poucos segundos e alguém iria alcançá-la”.

E os conselheiros sugeriram estrelas distantes, mas Deus falou: “Isto não resolveria o problema. Seria apenas uma espécie de adiamento. Eu quero uma solução permanente”.

Então, um velho ajudante de Deus aproximou-se dele e sussurrou algo em seu ouvido. E Deus disse: “Você está certo. Vou fazer isso mesmo!”.

O velho ajudante havia dito: “Só existe um lugar onde o homem nunca irá alcançar — esconda-se nele mesmo”. E esse é o lugar onde Deus está escondido desde então: no interior do próprio homem. E esse seria o último lugar no qual o homem pensaria encontrá-lo.

Perde-se o óbvio porque o ego não se interessa por ele. O ego está interessado em coisas duras, difíceis, árduas, porque aí existe um desafio. Quando você ganha, você pode clamar por vitória. Se o óbvio está aí e você ganha, que tipo de vitória é essa? Você não terá muito de um vencedor. É por isso que o homem segue perdendo o óbvio e buscando o distante. E como pode você buscar o distante quando você não pode nem mesmo buscar o óbvio?

“O que exatamente está obstruindo a minha visão de ver o óbvio?” O mero desejo está tomando-o distante. Abandone o desejo e você verá o óbvio.

“Eu simplesmente não compreendo o que fazer ou o que não fazer.” Você não tem que fazer nada. Você tem apenas que ser um observador de tudo que está acontecendo ao seu redor. O fazer é de novo uma viagem do ego. Fazendo, o ego se sente bem — algo está aí para ser feito. O fazer é um alimento para o ego, ele fortifica o ego. Não faça nada e o ego cai por terra; ele morre, ele não é mais nutrido.

Então, simplesmente seja um não fazedor. Não faça nada que diga respeito a busca por Deus, e pela verdade. Em primeiro lugar isso não é uma busca, assim você não pode fazer nada a respeito. Simplesmente seja.

Deixe-me dizer-lhe isso de uma outra forma: se você está em um estado puro de ser, Deus vem até você. O homem nunca poderá encontrá-lo; Deus encontra o homem.

Simplesmente esteja em um espaço silencioso — não fazendo nada, não indo a lugar algum, não sonhando — e nesse espaço de silêncio repentinamente você encontrará Deus. Porque ele sempre esteve presente! Simplesmente você não estava em silêncio para que pudesse vê-lo e você não pôde ouvir a sua voz, pequenina e quieta.

“Quando serei eu capaz de ouvir o som do silêncio?” Quando? Você faz a pergunta errada. É agora ou nunca! Escute-o agora, porque ele está aqui, a sua música está tocando, a sua música está em toda a parte. Você simplesmente precisa estar em silêncio para que possa ouvi-la.

Porém, nunca diga “quando”; “quando” significa que você está colocando no futuro; “quando” significa que você começou a esperar e sonhar; “quando” significa “não agora”. E sempre é no agora, sempre é no momento presente. 

Para Deus existe apenas um tempo: o agora; e apenas um lugar: o aqui. “Lá”, “então” — abandone-os.


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Permita que a vida flua


Tem dia em que eu acordo e, de verdade, pouco importam as minhas dificuldades, sejam elas até já desgastadas pelo tempo, sejam elas viçosas, recentemente inauguradas, tudo me parece perfeito. Tudo é como pode ser agora, eu estou onde consigo estar, o tempo das coisas é o tempo das coisas, e isso vale também para cada pessoa que compartilha a sala de aula comigo.

Tem dia em que eu acordo e faço contato com uma gentileza tão linda que desconhece essa história de acertos e erros, sejam meus ou alheios, viver é trabalhoso e todo mundo se atrapalha, de um jeito ou de outros. Toda gente só precisa de consciência, cura e amor. Toda gente só quer ser feliz. Não há motivo para pressa e também não há estagnação, eu permito que a vida possa simplesmente fluir, sem tentar, em vão, amarrar ou alterar o jeito de dizer das suas ondas.

Este sentimento pode durar poucos quarteirões do dia, um monte deles, até mesmo só alguns centímetros de passo, enquanto dura é absoluto. E eu me sinto feliz e grata por tudo, vejo amor, mestria, chance de aprendizado, em cada ínfima coisa que me acontece. Ainda que chova, e às vezes chove muito, a memória da ternura luminosa e imutável do sol faz eu lembrar da natureza preciosa da vida. O sol não vai a lugar nenhum, ele fica exatamente onde está, mas a nuvem, a chuva, sempre passam.

Tem dia em que eu acordo lindeza e coloco bobagem pra dormir porque a nítida prioridade é a harmonia do meu coração, o contentamento natural capaz de me nutrir, proteger e me ajudar a seguir. Este sentimento pode durar poucos quarteirões do dia, um monte deles, até mesmo só alguns centímetros de passo, enquanto dura é lembrança da realidade divina perene que é sol por trás da temporária nuvem, da temporária chuva, que possam molhar os olhos da personagem. Enquanto dura é alegria e descanso e eu lembro do que, de verdade, me importa.

Ana Jácomo






segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Deixe a luz irradiar em você



Olhe bem no centro do seu coração e encontre aquele pequeno ponto de luz brilhante colorido. É uma cor tão bonita. É o centro do seu amor é energia de cura.

Veja como o seu ponto de luz começa a pulsar e crescer até que enche o seu coração. Deixe-o passar através de seu corpo a partir do topo de sua cabeça até a ponta dos seus dedos, e com as pontas de seus dedos. Você está absolutamente brilhante com esta luz colorida bonita, que é o seu amor e energia de cura. Deixe seu corpo vibrar com esta luz.

Você pode até dizer para si mesmo: Com cada respiração, estou ficando mais saudável e mais saudável. Sinta a luz limpeza do corpo da doença. Deixe a luz irradiar em você em seu quarto, para o mundo e para o seu lugar especial no mundo.

Ver tudo inteiro. Você é importante.  O que você faz com o amor em seu coração não importa. Você faz a diferença.

Afirme: Eu deixei minha VIBRATE ser inteiro com a luz.

Eu te amo,
Louise



sábado, 14 de dezembro de 2013

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Quando crianças se comportam mal


"O que devo fazer quando meus filhos se comportam mal?" Um cliente pede durante uma sessão de comunicação coaching.

Se concordarmos que o uso da força, ameaças e punições não são abordagens favoráveis ​​porque prejudicar o relacionamento entre pai e filho, e que subornar crianças só vai transformá-los em políticos sorrateiros que sempre apenas fazer o bem quando há uma recompensa envolvido, então esta é claramente uma questão muito importante. Infelizmente, também é um pouco simplista, assumindo que não há uma solução tão simples. Se fosse tão simples como ter uma resposta ninguém precisa  usar meios coercitivos para construir famílias harmoniosas.

Pais rigorosos têm a vantagem duvidosa de ser capaz de planejar suas abordagens com certeza. Se a criança faz x então y, onde y é um 'intervalo', 'terra', ou Deus me livre de uma surra. No entanto, os efeitos a longo prazo de tomar meios autoritários estão bem estabelecidos agora. Estes não são susceptíveis de desfrutar de tais relações íntimas e cumprindo com as suas crias, que podem revelar-se demasiado manso e com medo de abraçar a vida, ou cronicamente rebelde e desafiadora. Não é simplesmente uma tomada de risco que vale a pena.

Verdadeiramente lidar com o que é muitas vezes chamado de mau comportamento, requer criatividade e planejamento para a frente. Ele sempre depende da situação em mãos, e perguntando o que fazer, em princípio, é como perguntar o que vou fazer com as minhas noites de pôquer terça-feira se eu desistir do jogo - há todo tipo de coisas para fazer em uma noite de terça, e não há dois terça-feira são necessariamente os mesmos.


Todo comportamento é uma estratégia para satisfazer certos desejos e tentar obter alguma coisa a partir do ambiente. Se entendermos isso, então nós sabemos que boa modelagem (praticar o que pregamos, inclusive expressando nossas necessidades de uma forma madura) e preservar a boa vontade em nossos relacionamentos são os predicados primários para a prevenção. Devemos sempre nos esforçarmos para usar a nossa experiência, inteligência e empatia para entender o que está motivando a criança a se comportar do jeito que são, a partir deste ponto de vista, podemos trabalhar com eles em vez de fazer algo para eles. Em vez de impor conseqüências que podem colocar uma pressão real sobre a boa vontade em nossa relação, tendo uma abordagem metódica pode libertar-nos a ser os nossos eus dinâmicos ao invés de simplesmente executar um programa de causa e efeito de ação e conseqüência. Entendemos as necessidades da criança e agir para evitar uma recorrência.
1) Por que eles estão se comportando do jeito que são? O que eles querem?

2) Como foram tratados no passado que podem ter levá-dos a pensar que esta é uma boa ideia? É a única maneira que sabe de dizer alguma coisa?

3) Existem formas alternativas que pudessem impressionar o mesmo quer, desejos, sentimentos ou necessidades em cima de nós, e podemos ensiná-los ou sugerir que eles fazem aqueles em vez disso?

4) Podemos simpatizar com eles para que eles saibam que estão do seu lado e querem estar do nosso lado também. Podemos identificar os seus sentimentos e dizer coisas como: "você deve estar furioso", ou "Eu sei que você está frustrado ..." para mostrar que entendemos. Temos tido o tempo para construir lotes de boa vontade entre nós, de modo que eles querem cooperar conosco e encontrar soluções mutuamente satisfatórias?

5) Já  falou de soluções? Podemos sugerir algumas ou ajudá-los a chegar a suas próprias idéias?

6) Negociar, negociar, negociar! Quanto mais prática a criança tem na resolução de problemas mais seu senso de eficacias  em fazê-lo laços em sua auto-estima e cultivar o talento de raciocínio e discussão que provavelmente irá atendê-los para a vida.

É sempre importante para discutir o incidente em retrospectiva, quando as coisas se acalmarar um pouco (dias mais tarde, se quiser) para que você possa chegar a um acordo sobre como lidar com situações semelhantes no futuro sem lutar.

É melhor prevenir do que remediar, então o que nós realmente queremos fazer é ensinar as melhores formas de comunicação o tempo todo, ao invés de esperar por altercações crianças, de modo que, se e quando as coisas ficam tensas eles podem voltar a cair nessas habilidades que eles já têm internalizada através da prática quando calmo (pense em preparar-se para um recital de piano, porque os nervos de última hora pode torná-lo mais propensos a cometer erros que você começa em abundância de prática, quando estiver livre de estresse.)




Pergunte a si mesmo estas perguntas sobre o seu filho:

1) Será que eles sabem como expressar seus sentimentos sobre as coisas?

Por exemplo. "Papai, eu estou furioso que Edward quebrou minha pipa", "Mamãe eu estou tão feliz que você está em casa."

2) Será que eles podem diferenciar entre diferentes fortes emoções desagradáveis ​​como sentir raiva, frustrado, chateado, confuso, com ciúmes, culpa, vergonha ou tudo juntos confuso  em um borrão?

3) Eles podem expressar claramente as suas necessidades? Eles podem explicar o que eles querem e por quê?

4) Será que eles podem expressar pensamentos conflitantes quando eles são ambivalente? "Parte de mim quer fazer isso porque ... mas outra parte de mim quer fazer isso porque ..." Esse talento é um grande predicado para discutir o valor relativo das diferentes opções.

5) Será que eles podem raciocinar? Por exemplo, se não houver combustível no motor do carro, então o carro não será executado, mas isso não quer dizer que só porque o carro não vai funcionar, não há combustível no motor, que poderia ser outra coisa. Eles podem entender esse tipo de lógica?

6) Será que eles podem identificar os sentimentos dos outros, pensamentos e necessidades?

7) Será que eles podem ter empatia com os sentimentos das outras pessoas quando elas se expressam? Cabe a você para demonstrar como isso é feito.

Se eles não podem fazer alguma (ou qualquer ) dessas coisas ainda, então talvez você possa começar a aprender para começar a se expressar dessa maneira e passar essas habilidades essenciais por exemplo. Ensiná-los a fazer o mesmo que você está fazendo ao apontar seus sentimentos, pedindo-lhes o que eles precisam, por exemplo - colocá-lo para eles "não parte do que você quer fazer isso, porque isso, e parte do que você quer fazer isso porque isso ". Ensine-os bom raciocínio e como identificar falácias lógicas. Ao expressar seus próprios sentimentos, pensamentos e precisa de você também ensiná-los a tornar-se consciente do ambiente interior dos outros, e pela empatia com eles você ensiná-los a empatia.

Sobre o autor

Antony é um treinador de relacionamento, crítico de teatro e piano tutor vivo em Edimburgo, Escócia, onde ele corre oficinas de mudança de vida para ajudar as pessoas a melhorar a forma como eles se comunicam com eles mesmos e outros para melhorar seus relacionamentos. Ele administra  The Progressive Pai youtube Circuitos l que fornece recursos livres para os cuidadores de crianças para ajudá-los a fazer o melhor trabalho possível, e também está a estudar a sua doutrina de pós-graduação em Aconselhamento em part-time. De todas as suas vocações, sua atividade favorita é trabalhar com pessoas um-em-um para ajudá-los a enriquecer suas vidas e relacionamentos.



quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

A INTELIGÊNCIA DAS RELAÇÕES




“Somos curados por nossas feridas...”

As nossas feridas não são nossas. Elas não se originam dentro de nós ou resultam de uma mente defeituosa ou de natureza doentia. Nem surgem de inimigos externos a nós, como forças obscuras enviadas para nos destruir. Descartes (“Penso, logo existo”), benditas sejam as suas pequenas meias de algodão, era um solitário e isolado homem que criou uma fria, egoísta e altamente intelectual filosofia de separação corpo-mente, que simplesmente não resistiu à investigação direta. Quando observamos profundamente de primeira mão a experiência em tempo real, não encontramos nenhuma entidade chamada ‘mente’, com um interior e um exterior, e certamente nenhuma ‘mente’ separada de qualquer ‘corpo’ - nós simplesmente percebemos a mutável dança de pensamentos e sensações neste silencioso pano de fundo da não conceitual presença que somos, que os acolhe, sem deixar que estes (pensamentos, sensações) a limitem.

Nossas feridas não se formam dentro ou fora de nós, mas no contexto das relações. Nós somos seres sociais, e não egos separados flutuando no espaço almejando se conectar, e tudo aquilo que é ocultado, reprimido, não realizado, ainda nas primeiras relações que temos com nossos tutores, aquelas partes da experiência não trazidas à luz - a dor, o pesar, o medo, a raiva, a impotência - são vistas como ameaças ao amor, à segurança, ao bem estar e, por fim, à própria vida, e traduzidas como negativas, escuras, pecaminosas, partes intocáveis de nossos destroçados eus, pedaços vergonhosos que escondemos por medo de perdermos uns aos outros. Nós imaginamos ter um lado luz e um lado sombra, um vergonhoso lado negro, um eu bom e um eu mau, um eu piedoso e um eu pecaminoso, e aí a grande Guerra começa. O inominável se esconde nas profundezas, e nós nos arrastamos até a luz...

As feridas se formam no contexto das relações, e se curam no contexto das relações. Mais adiante em nossas vidas seremos inteligentemente conduzidos até aqueles que podem nos curar, aqueles que, intencionalmente ou não trazem à tona a repressão, o desamor, as partes ocultas de nós mesmos, e convidam a escuridão a voltar à luz. E assim a cura pode parecer desagradável no início, e as relações podem ser incrivelmente desafiadoras, e por um tempo podemos não ser capazes de enxergar a inteligência que há nas mesmas, e frequentemente sentimos como se elas trabalhassem ‘contra’ nós, ou na realidade ameaçassem a nossa cura. Podemos nos sentir bem pior! Mas com o tempo, e mediante profunda reflexão, auto-inquirição e honestidade, e indo além de todos os conceitos de ‘amor’ e de ‘cura’, passamos a ver que as nossas maiores brigas foram as que mais nos ensinaram, e que nossos supostos ‘inimigos’ psicológicos na verdade nos obrigaram a olhar para algo reprimido em nós mesmos, que as separações apenas nos ensinaram a sentar com a mágoa, a embalar o coração partido, a abraçar as partes rejeitadas, os fragmentos abandonados e expulsos criativa e inteligentemente quando éramos mais jovens.

Você está cercado por gurus de todas as formas e tamanhos, e tudo o que você atrair, rejeitar ou temer no outro pode ser apenas algo que precisa ser curado em você mesmo. Talvez seja isso. Mas este ‘talvez’ pode significar tudo quanto o assunto é amor, e não há encontros desperdiçados aqui nesta suprema inteligência, neste reflexivo universo."

~ Jeff Foster
(tradução: Chris M. - Dharmani)


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Sintonia com a Existência - Osho


"Pergunta: Você diz que Deus está dentro de mim, eu percebo que estou olhando para dentro de algum conceito que eu tenho do lado de fora.

Osho: Esse tipo de Deus você nunca vai encontrar dentro de você. Você vai ter que soltar todos os conceitos que foram dados a você do lado de fora - porque Deus não é uma pessoa. A imagem de Deus não existe, nenhuma estátua é 
possível. Deus é uma experiência! Se você tiver a ideia de um Deus que seus pais e sua sociedade têm dado a você, você vai entrar com essa ideia e essa ideia será o obstáculo - não vai permitir que você veja o que é.

E Deus é aquilo que é. Ele não precisa de conceitos para ser visto; conceitos cegam-no. Abandone todos os conceitos.

Se você realmente quer ir, vá como um agnóstico. Esta palavra é bonita. Você deve ter ouvido a palavra 'gnóstico'; 'gnóstico' significa aquele que sabe - gnose significa conhecimento. "Agnóstico" significa aquele que não conhece. Agnóstico significa aquele que só sabe uma coisa, que ele não conhece. Seja um agnóstico - que é o início da verdadeira religião.

Nem acredite, nem desacredite.(...) A menos que você solte todas as ideologias, todas as filosofias, todas as religiões, todos os sistemas de pensamento, e vá para dentro vazio, sem nada na mão, sem a menor ideia.

Como você pode ter uma ideia de Deus? Você não o conheceu. 
Basta ir ... com um grande desejo de conhecer, mas sem nenhuma ideia de conhecimento ... Com uma intensidade de saber, com um amor apaixonado para saber o que está lá, mas não transporte quaisquer idéias expostas a você por outros. Deixe-os de fora. Essa é a maior barreira para o candidato ao caminho da verdade.

Deus está lá, mas você não pode ver - porque seus olhos estão cegos pelos conceitos dados a você. Se você tem uma certa ideia de Deus, você não poderá vê-lo. Sua ideia se tornará uma barreira. Retire todas as idéias que você reuniu a partir de fora, só então você pode ir para dentro.

Na verdade, fique com este insight. Se você está procurando algo, você não será capaz de ver - porque a própria ideia de procurar algo significa que você tem uma ideia do que você está procurando. Procurar algo é um tipo de cegueira.
Ver só acontece quando você não está procurando por algo em particular, você está aí, aberto, disponível. Então, tudo o que é, é revelado.

Não olhe para Deus, se você quiser vê-lo. Basta esperar - deixar e esperar. Deus é um acontecimento! Se você está em silêncio, aberto, amoroso para com o seu próprio ser, consciente, ele vai acontecer. A qualquer momento, quando você estiver na sintonia certa com a existência, isso vai acontecer.

Deus está lá, você está lá: Apenas a sintonia certa. E isso é o que eu estou ensinando a você: sintonia certa. 
Abandonar todas as ideologias ajuda você a estar devidamente atento. 
E uma vez que você esteja em sintonia com a existência, isso é a felicidade. Você chegou em casa."

Osho em O Cipreste no Jardim


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Totalidade da Existência



"Há uma má compreensão do que seja aceitação. Aceitação não é passividade. Aceitação é compreensão de que você é muito pequeno para competir com a vida. Quando você percebe a natureza do universo, pela compreensão e não pela crença, há uma clareza de que você é parte do organismo universal. Os hindus dizem: “Quando você está sozinho, você é fraco. Quando você está com a Totalidade da Existência, VOCÊ é a Totalidade”.

Deus é um outro nome para a Totalidade, a soma de todo o funcionamento cósmico universal. Quando tens uma clareza intuitiva de que você é maior que seu corpo, maior que seu ser individual, você percebe que sua alma é a alma do mundo, e que tudo é você mesmo, sem separação!

Você não pode existir sem o sol, sem a água, sem o fogo, sem as pessoas, sem comida... você é um ser interdependente à vida. Não é só você que precisa da vida, a vida precisa de você. Não é só você que precisa do divino, o divino também precisa de você. Por que? Porque você não está separado... Você pode dizer que tem muitos membros, braços, dedos, cabeça, pulmões...Mas veja que tudo isso faz parte de seu organismo e vive em harmonia com tudo o mais. A Totalidade inclui tudo."

- Sambodh Naseeb



quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O consumo de leite na adolescencia não esta associado com ossos mais fortes e pode realmente aumentar o risco de fraturas

É crença de que o leite é o que constrói ossos fortes isso foi imposto em nossa sociedade, que tem sido baseada em mitos promovidos pela indústria de laticínios. O cálcio é apenas um dos muitos minerais que seu corpo precisa para a construção de ossos fortes. O cálcio do leite não é absorvido pelo corpo e provoca eficazmente a osteoporose, em vez de o impedir. Um estudo recente publicado no  JAMA Pediatrics , analisou a associação entre o consumo de leite na adolescência e risco de fratura de quadril em idades mais avançadas em um estudo de mais de 96.000 homens e mulheres com   mais de 22 anos e descobriram que beber mais leite como um adolescente não estava ligado a um menor risco de fraturas ósseas como um adulto mais velho, e em vez disso parece aumentar esse risco, de acordo com uma nova pesquisa.

O industria laticínios tem estado  trabalhando arduamente nos últimos 50 anos convencendo as pessoas de que  os produtos lácteos pasteurizados como leite ou queijo aumenta os níveis de cálcio biodisponível. Isso é totalmente falso. O processo de pasteurização única cria carbonato de cálcio, o que não tem absolutamente nenhuma maneira de entrar nas células sem um agente quelante. Assim  o corpo não  puxa o cálcio a partir dos ossos e outros tecidos, a fim de tamponar o carbonato de cálcio no sangue. Este processo realmente provoca a osteoporose.



Não há dúvida de que o leite cru é uma forma adequada de cálcio. Enquanto há também evidências que sugerem a eficácia nutricional do cálcio fornecido pelo leite cru, ainda há debate sobre se esta fonte de cálcio é biologicamente melhor do que outras fontes, tais como sais de cálcio ou de certos vegetais.


Leiteiro pasteurizado contém muito pouco magnésio necessário na proporção adequada para absorver o cálcio. A maioria concorda que uma quantidade mínima de Cal. Proporção de Mag é de 2 a 1 e de preferência 1 a 1. Assim, o leite, a uma proporção de Cal / Mag de 10 para 1, tem um problema. Você pode colocar 1200 mg de cálcio laticínios em sua boca, mas você vai ter sorte se realmente absorver um terço dele em seu sistema.

Mais de 99% do cálcio do corpo está no esqueleto, onde proporciona rigidez mecânica. Leiteiro pasteurizado força uma ingestão de cálcio baixa do que o normal e o esqueleto é usado como uma reserva para satisfazer as necessidades. O uso prolongado de cálcio do esqueleto para atender a essas necessidades leva à osteoporose. laticínio é empurrado sobre os americanos, desde o nascimento até o momento eles têm um dos highes risco de osteoporose no mundo.

Vegetais de folhas verdes, como couve, brócolis e espinafre, também são ricos em cálcio e muito mais absorvível. Sementes como gergelim e chia também são ricas fontes de cálcio.

Não a  Evidência que o leite torna os ossos fortes

Liderados por Diane Feskanich de Brigham e do Hospital da Mulher e da Universidade de Harvard, os autores notaram que o papel do consumo de leite na redução do risco de fraturas mais tarde na vida não foi estabelecida.

Embora alguns adolescentes que consomem mais leite alcancem alturas maiores, os próprios ossos  também estão associados a um maior risco de fratura, especialmente no quadril.

Feskanich e seus colegas relataram a descoberta de que o consumo de leite na adolescência (entre as idades de 13-18 anos) foi associado com um risco no aumentado de fraturas de quadril em homens, com  cada copo adicional de leite por dia quando  adolescente associada a um risco maior de 9% .

"Nós não vimos um aumento do risco de fratura de quadril, com o consumo de leite na adolescência em mulheres como fizemos nos homens", disseram os autores. "Uma explicação pode ser o benefício concorrente de um aumento da massa óssea com um efeito adverso de maior altura."

"As mulheres estão em maior risco para a osteoporose que os homens, portanto, o benefício de uma maior massa óssea equilibrada o aumento do risco relacionado à altura".

Detalhes do estudo

Feskanich e sua equipe avaliaram a freqüência de consumo de leite junto com o consumo de outros alimentos durante as idades 13 a 18 anos, que junto com a altura foram relatados no início do estudo.

Durante os 22 anos de acompanhamento, a dieta atual, peso, tabagismo, atividade física, uso de medicamentos e de outros fatores de risco para fraturas de quadril foram relatados em questionários bienais.

Durante o acompanhamento, 1.226 fraturas de quadril foram relatados por mulheres e 490 de homens.

A análise dos dados sugere que o consumo de leite não foi associada a fraturas de quadril em mulheres, mas que uma associação direta entre o leite de consumo e fraturas de quadril em homens foi parcialmente influenciado pela altura.

Diferenças de gênero?

Em um editorial relacionado, o Dr. Connie Weaver, da Universidade de Purdue, comentou que um princípio principal da Feskanich e seus colegas é que o consumo de leite na adolescência pode ter levado a um aumento na altura como um adulto - notando que não está claro por que isso seria verdade em homens, mas não nas mulheres ", especialmente tendo em conta que os homens tiveram cerca de um quarto das fraturas de quadril que as mulheres".

"Os investigadores poderiam ter testado a contribuição de outras fontes de proteína na dieta (ovos, carne) para altura e risco de fratura subseqüente para ajudar a confirmar o impacto da proteína dietética mais geral", acrescentou Weaver.

O problema com alguns suplementos de cálcio

Um  estudo de 2004  mostrou que as pessoas com excesso de cálcio em suas artérias coronárias e que tomam estatinas têm um risco 17 vezes maior de ataques cardíacos do que aqueles com níveis mais baixos de cálcio arteriais; pesquisadores concluíram que os dois indicadores mais definitivos de ataque cardíaco eram os níveis de LDL e cálcio build-up.

Um estudo de 2007 mostrou que o cálcio de fontes alimentares tem efeitos mais favoráveis ​​sobre a saúde óssea do que o cálcio dos suplementos em mulheres pós-menopáusicas ( Am J Clin Nutr 2007 ).

Um estudo encontrou 2.008 suplementos de cálcio estão associados a um maior número de ataques cardíacos em mulheres pós-menopáusicas ( BMJ 2008 )

Uma meta-análise de 2010 mostrou suplementos de cálcio (sem co-administrada a vitamina D) estão associados com risco aumentado de ataque cardíaco ( BMJ 2010 )  A maioria dos suplementos no mercado suplemento hoje contêm carbonato de cálcio, que é uma forma inferior de cálcio e fabricantes de anexar um agente quelante simples como ácido cítrico para torná-lo mais absorvível, no entanto, o produto final é inferior à de outros suplementos de cálcio, tais como o orotato de cálcio, que é a única forma conhecida de cálcio que podem penetrar eficazmente nas membranas das células.


Suplementação eficaz 

Se você quiser complementar para a ingestão de cálcio é preciso buscar uma fórmula de cálcio / magnésio respeitável e equilibrada. Os pesquisadores examinaram 21 formulações de carbonato de cálcio (natural [ie, concha de ostra] e refinado). Quatro dos sete produtos naturais e quatro de 14 produtos refinados, incluindo os produtos da marca, teve teor de chumbo mensurável. Uma equipe de pesquisadores na Califórnia encontrado essencialmente a mesma contaminação em suplementos de cálcio.

. Rebote ácido  carbonato de cálcio pode causar rebote ácido: o estômago compensa para a dose elevada de carbonato de cálcio, que é alcalino, por produzindo mais ácido. Por essa razão, as pessoas com uma história de úlceras estomacais são avisados ​​de que eles não podem tolerar isso e pode ter que mudar para o citrato de cálcio.

Prisão de ventre.  Suplementos de cálcio podem ter um efeito vinculativo leve, mas por si só não costumam causar constipação grave. Mas se você está tomando outro suplemento ou medicamento que se liga as fezes, a adição de suplementos de cálcio pode causar um problema.

Demasiado cálcio.  Embora isso não acontece muitas vezes, algumas pessoas têm tido tanto cálcio que ela provoca hipercalcemia, um nível acima do normal de cálcio no sangue, pois a maioria do carbonato de cálcio não é absorvido. A hipercalcemia pode causar náuseas, vômitos, confusão e outros sintomas neurológicos.

O tipo de minerais na fórmula determina os níveis de absorção: Opti-Cal/Mag com a vitamina K2  é um complexo, moléculas estabulados ao calor co-enzima que devem ser associados com uma outra enzima para eles para desempenhar a sua função no organismo. É necessário a utilização de vitaminas e minerais para a entrega adequada para o núcleo da célula. Um estudo revelou que o complexo Opti-Cal/Mag é 8,79 vezes mais absorvido no sangue do que o carbonato de cálcio e 2,97 vezes mais do que o gluconato de cálcio.


6 maneiras de construir ossos fortes

1. Coma alimentos ricos em cálcio
Coma alimentos ricos em cálcio. As melhores fontes de alimentos são fontes de leite cru não pasteurizado, como o leite cru / iogurte, bem como peixes ósseos, como a sardinha. Veg de folhas verdes, como couve, brócolis e espinafre, também são ricos em cálcio. Ervas secas e frutas secas, como figos e passas também são boas escolhas. Sementes como gergelim, chia e linhaça também são ricas fontes de cálcio. Além disso, desfrutar de alimentos que contêm enxofre, como alho e cebola.

2. Seleções de alimentos / combinações  críticos
Tente não comer grãos integrais e alimentos ricos em cálcio, ao mesmo tempo. Os cereais integrais contêm uma substância que se liga ao cálcio e impede a absorção adequada. Alguns alimentos que contêm os compostos, tais como o ácido oxálico ou fitatos ácidos, tais como batatas doces, feijões, ruibarbo, aipo, beterraba, também pode diminuir a quantidade de cálcio que é absorvida quando ingeridos ao mesmo tempo que os alimentos ricos em cálcio.

3. Evite as causas da excreção mineral
Passe sobre alimentos contendo fosfato, como refrigerantes. O fósforo faz com que o organismo a excretar cálcio. Limitar ou evitar alimentos de origem animal ricos em proteína. Uma dieta rica em proteína faz com que o cálcio seja excretado do seu corpo. Diminuir o consumo de cafeína. As pessoas que fumam têm significativamente menor densidade óssea, enquanto que o consumo de álcool também pode impedir que seus ossos de absorver o máximo de nutrientes de seu alimento.

4. Obtenha mais luz solar e vitamina D
A vitamina D ajuda o corpo a absorver cálcio. Embora alguns é encontrada em peixes oleosos, nossa principal fonte vem do efeito da luz solar sobre a pele. Estima-se que metade de nós tem uma deficiência, porque não toma sol o suficiente ou porque nós sempre usamos protetor solar. É especialmente importante para maximizar a exposição ao sol entre maio e setembro para manter os níveis de vitamina D com tampo. Apenas  10 minutos de sol por dia em braços nus e seu rosto pode cortar o risco de fraturas ósseas em um terço. A meia hora de expor seu torso é equivalente a cerca de 10.000 unidades de vitamina D.

5. O exercício do direito
Outra forma vital para impulsionar seus ossos é exercícios. Boas opções incluem cócoras, pular corda, aeróbica, pliometria, dança ou caminhada rápida. "A pesquisa mostra que, se você não exercitar  você acaba weeing fora todo o cálcio que você tomar em vez de armazená-lo em seus ossos", alerta o professor Amanhecer Skelton, envelhecimento e especialista em saúde na Universidade de Glasgow Caledonian. "O ideal é que deve fazer 150 minutos de atividade moderada por semana. "Simplificando, quanto mais horas que passamos em nossos pés, menos quebras de ossos devemos ter na vida adulta."

6. Evitar medicamentos e terapias médicas
Medicamentos Ácido-bloqueadores utilizados para a azia e outras doenças gastrointestinais pode bloquear a absorção de cálcio através das paredes do estômago. Ácidos no estômago quebra a comida durante o processo digestivo, permitindo que os nutrientes tornar-se absorvido em seu corpo. Medicamentos destinados a parar a produção de ácido ou diminuir a quantidade de ácidos presentes em seu estômago pode ter um efeito negativo sobre o cálcio.

Sobre o autor

Marco Torres  é um especialista em pesquisa, escritor e defensor do consumidor para estilos de vida saudáveis. Graduou-se em Saúde Pública e Ciências Ambientais e é um palestrante profissional sobre temas como prevenção de doenças, toxinas ambientais e políticas de saúde.

Fontes: 
harvard.edu 
preventdisease.com 
jamanetwork.com


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...