terça-feira, 17 de março de 2015

Inevitavelmente, o que plantamos é o que colhemos.

Por: Flavia Melissa
Nada nunca vai quebrar esta regra, por mais que nem sempre estejamos com os olhos abertos e voltados na direção da colheita.
Podemos nos revoltar e olhar para o lado e questionar a semeadura e a consequência da semeadura alheia, revoltados e indignados com o pão-pão-queijo-queijo do destino do próximo, fazendo perguntas retóricas de "porque ele fez o mal e não está colhendo" enquanto "o que eu fiz para merecer minha triste sorte" - mas a verdade é uma só. Toda ação tem uma reação e o fator tempo mais limita do que possibilita, nesta realidade tridimensional. Você não sabe se uma bênção vai vir depois da desgraça que sente sofrer agora e nem sabe se o "bem" que o outro está colhendo "indevidamente" na sua opinião não é o começo de um caminho em outra direção.
Melhor fazer assim: não olhe pro lado, não se distraia de si mesmo e de seu próprio caminho, não se perca em comparações desnecessárias e foque no que realmente importa: você, sua vida, seu caminho, seu legado. Todo o resto é resto. Não se perca. O que você escolhe plantar hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você atrai o que você é!

Quem nós pensamos que somos está intimamente ligado a como nos consideramos tratados pelos outros. Muitas pessoas se queixam de que n...

Veja mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...