sexta-feira, 26 de julho de 2013

UMA REFLEXÃO SOBRE ILUMINAÇÃO

"Aqueles que não encontraram a sua verdadeira riqueza, a jóia brilhante do Ser e a paz profunda e inalterável encontrada lá, são mendigos, mesmo que tenham grande riqueza material. Buscam externamente desejos de prazer ou de plenitude para a segurança de validação, ou amor, enquanto no interior são um tesouro que não só inclui todas estas coisas, mas é infinitamente maior que qualquer coisa que o mundo pode oferecer.

A palavra "iluminação" evoca a ideia de alguma realização sobre-humana, e o ego gosta de ver dessa forma, mas é simplesmente o seu estado natural de união com o Ser, é um estado de conexão com algo imensurável e indestrutível, algo que, quase de forma paradoxa, é você em essência, no entanto, é muito maior do que você. Este é o encontro de sua verdadeira natureza, além do nome e forma. A incapacidade de encontrar essa conexão dá origem à ilusão da separação de si mesmo e do mundo ao seu redor. Você se percebe, consciente ou inconscientemente, como um fragmento isolado. Medos surgem, e os conflitos internos e externos tornam-se habituais.

Eu gosto da maneira simples em que o Buda descreve o estado de iluminação: "O fim do sofrimento". Existe alguma coisa sobre-humana nisso ? É claro, essa definição é incompleta. Só lhe diz o que a iluminação não é: sofrimento. Mas o que é que resta quando não há sofrimento ? Buda fica em silêncio sobre isso, e seu silêncio implica que você vai descobrir isso por si mesmo. Ele usa uma definição negativa, para que a mente não possa transformá-la em algo em que acreditar ou alguma realização sobre-humana, uma meta que será impossível de alcançar.

Para alcançar esse estado o primeiro passo é controlar a mente. Tornar-se o observador da sua experiência ao invés de estar imerso nela. É uma prática que torna-se cada vez mais constante a medida que a utilizamos. Saia do drama e observe as situações sem ficar mergulhado nelas. A tagarelice da mente nos prende as situações e nosso vínculo emocional com elas se torna ainda mais intenso. Respire fundo, e depois veja a situação de forma objetiva. O que você pode fazer para mudar essa situação ? Se tiver algo, comece com passos pequenos, com aquilo que é mais fácil e acessível. E se não tiver, desapegue-se, já está tudo resolvido. Não existe problema se não existe a solução.

Lembre-se que você está no controle das suas emoções, ninguém mais é responsável por elas. Como você se sente é uma questão de escolha e depende somente de você. Liberte-se do drama, domine sua mente, escolha a serenidade, a paz. Um pequeno passo de cada vez o levará muito mais longe do que se ficar em círculos remoendo problemas e se vitimizando. Tome as rédeas de sua vida e experimente a iluminação de seu Ser !"


por Eckhart Tolle


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saia do "e se fosse assim"?

Você precisa aprender a curtir o que está acontecendo agora e sair desse lance do "e se fosse assim?" ou "e se for assim...

Veja mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...