quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Onde existe felicidade e paz



"No coração das pessoas que tenho conversado, encontro sempre a intenção de encontrar a verdadeira felicidade, a verdadeira realização. As vezes este desejo se torna tão intenso, tão forte quanto um instinto de sobrevivência. 

Como você sabe, por sua própria experiência, a busca da felicidade pode tomar vários caminhos.

De modo instintivo, ela pode ser pela via do prazer, do conforto, da segurança, ou uma busca de alguma posição social. Normalmente, quando nós realizamos algum nível de sucesso em termos de prazer, conforto, segurança, e posição social reconhecemos que isto não é a verdadeira satisfação, e em termos de profundidade nós reconhecemos que nada disso realmente satisfaz esse desejo profundo, pela verdadeira felicidade.

Nós podemos ter momentos de belas revelações, e certamente momentos de prazer, e normalmente existe sempre o medo de que nós nunca encontraremos a paz permanente, ou a verdadeira felicidade. Ou então, nós tememos perder a paz e a felicidade conquistada, e nos submetendo a situações desagradáveis de aprisionamento, onde estamos constantemente nos reprimindo. Geralmente nós sentimos uma profunda desconfiança de que a felicidade e a paz sejam realmente possíveis.

Às vezes, em uma vida abençoada, nasce o chamado pela busca espiritual, a busca de Deus, a busca da verdade. Nós reconhecemos isso como o "deixar o controle". Nós colocamos de lado aquilo que chamamos de "existência mundana" e nos voltamos para a vida espiritual.
Infelizmente, as mesmas condições que direcionaram a vida mundana, geralmente surgem na vida espiritual, tais como a busca pelo prazer espiritual, conforto espiritual, conhecimento espiritual, ou segurança espiritual. Cedo ou tarde, você se torna desiludido com essa busca também.

Você encontra prazer, óbvio. Você alcançará momentos de êxtase. Você se sente seguro quando sente que Deus ou a verdade está presente, e é confortado quando sente que nunca esteve separado dele, então você vai continuamente acreditando que encontrará esta segurança em algum lugar, que encontrar a Deus, baseado em fé ou esperança de que Deus lhe dará a sua felicidade. Esta fé, ou esperança é baseada numa compreensão infantil de quem Deus é - alguma coisa, alguma força, algum lugar -que lhe proporcionará prazer, conforto e segurança eternos.

Descobri que realmente é impossível de se encontrar a felicidade.

Enquanto você ficar procurando felicidade "em algum lugar" você está negligenciando onde a felicidade está. Enquanto você procura por Deus em algum luItálicogar, você está negligenciando a essência verdadeira de Deus que é onipresença. Quando você procura encontrar a felicidade em algum lugar, você está negligenciando sua natureza verdadeira, que É felicidade. Você está negligenciando a si mesmo.

Convido você a parar de negligenciar a si mesmo, e simplesmente, radicalmente e absolutamente SER - coloque de lado por um momento todas as suas idéias de onde Deus está, ou onde está a verdade, ou onde você está. Pare de procurar para qualquer lugar. Pare de procurar, simplesmente SEJA. Não estou falando de paralisação, ou transe hipnótico, mas ir profundamente em direção ao silencio do seu coração onde a revelação da onipresença pode se revelar como sua verdadeira natureza. Estou propondo que permaneça na pura presença. Não criá-la, nem convidá-la, mas simplesmente reconhecer o que está sempre aqui, onde você sempre está, onde Deus sempre é.

Neste momento, sua busca pára. Mesmo que esteja buscando por paz e felicidade nos relacionamentos, em um emprego melhor, o mesmo em um mundo de paz, apenas por um momento pare absolutamente. (...) Uma vez que descubra esta dimensão de paz, tudo o que depois você venha a se empenhar, buscar, realizar na sua vida, tudo será banhado por esta descoberta interior. Então, naturalmente você levará esta descoberta ao mundo, á política, e a todos os seus relacionamentos.

Esta descoberta é infinita, e possui complexas ramificações, mas a essência é extremamente simples. Se você pára suas atividades, mesmo por um instante, e simplesmente fica imóvel, em silencio, irá reconhecer o mais profundo espaço do seu ser que é a própria felicidade e paz em si mesmo.

Por causa desses condicionamentos, nós normalmente perdemos esta dimensão da paz com as racionalizações como: "Sim, mas e sobre a minha vida? Tenho responsabilidades. Preciso me manter ocupado, O absoluto não está tem relação com a minha existência".
Estes pensamentos condicionados apenas reforçam mais pensamentos condicionados. Mas se você se dispõe a um momento de reconhecer a paz que é sempre viva em você, você então tem a chance de escolher a verdade que permeia todos os seus empreendimentos, todos os seus relacionamentos e todas as circunstâncias da sua vida. Isto não significa que sua vida não terá mais conflitos, desafios, dores, ou sofrimentos. Isto significa que você será capaz de reconhecer o santuário interior onde a verdade do Ser é presente, onde a verdade de Deus é presente, independentemente das circunstâncias psicológicas, mentais ou emocionais da sua vida.

Trata-se de um convite direto ao centro do Ser. Onde em apenas em um segundo é possível se reorganizar e reconhecer a vastidão ilimitada, e eterna e divina verdade de Si mesmo."

Gangaji






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...